Paraná tem 207 suspeitas de fura-filas da vacinação contra a Covid-19

Redação

A Regional de Saúde que atende Curitiba e Região Metropolitana lidera o ranking de denúncias de fura-filas
Fiocruz afirma que vai receber mais 2 milhões de doses de vacina do Instituto Serum

O Paraná recebeu 207 denúncias de fura-filas da vacinação contra a Covid-19 em duas semanas através da Ouvidoria-Geral. Grande parte das acusações, segundo a CGE (Controladoria-Geral do Estado), estavam acompanhadas de fotos que comprovam o fato.

Uma lista das 22 Regionais de Saúde, com a quantidade de suspeitas de fura-filas, foi divulgada e Curitiba e Região Metropolitana lideram o ranking. Confira abaixo as três regionais de  saúde que mais registraram a situação!

  • 2ª Regional – Curitiba e Região Metropolitana: 67 denúncias;
  • 19ª Regional – Jacarezinho, no norte pioneiro: 14 denúncias;
  • 11ª Regional – Campo Mourão, na região central: 12 denúncias;

Apenas na Capital foram registradas, até esta sexta-feira (12), 43 denúncias. Já na Região Metropolitana, Tijucas do Sul aparece com 5 denúncias; Colombo e Pinhais com 4; Almirante Tamandaré com 3; Araucária, São José dos Pinhais e Piraquara com 2; e Campo Largo e Campo Magro com 1.

A Câmara Municipal de Curitiba aprovou, na terça-feira (9), o projeto que estipula multa de R$ 5 mil a R$ 150 mil para os fura-filas da vacinação contra a Covid-19 no município. Agora, o projeto segue para sanção ou veto do Executivo.

Ontem (11), a Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 25/21 que torna crime furar a fila de vacinação. Além disso, também foi aprovada a proposta que aumenta a pena para quem destruir, inutilizar vacinas ou insumos usados no combate a Covid-19. Agora, as duas matérias seguem para apreciação do Senado.

Após receber a denúncia, a CGE cruza informações e visita as prefeituras que receberam as doses. Os números de denúncias de fura-filas no Paraná serão atualizados no portal do governo do coronavírus, visando a transparência da vacinação.

Previous ArticleNext Article