Paraná deve ampliar horário de vacinação contra a Covid-19

William Bittar - CBN Curitiba

paraná vacina vacinômetro

Nos próximos dias, o Paraná deve iniciar os testes para aplicar as doses de vacina contra a Covid-19 até a meia-noite. A informação foi confirmada pelo secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, neste domingo (4), em visita ao Centro de Imunização da Zona Norte, em Londrina, no norte do estado.

Conforme Beto Preto, a ideia é possibilitar o atendimento fora do horário comercial para aquelas pessoas que trabalham. O secretário mais uma vez reforçou o pedido para que os municípios não guardem doses para a segunda aplicação.

“Quero dizer, principalmente aos prefeitos e secretários, gastem todo o estoque. Não deixem vacina parada. Cada cidadão paranaense que recebe a vacina no braço, é a oportunidade que ele tem de eventualmente, tendo ainda a imunização incompleta, de não ter um caso grave e não necessitar de um leito de hospital. É de domingo a domingo, nós vamos ter nos próximos dias uma estratégia noturna”, explicou Beto.

Beto Preto lembrou que o Paraná pode vacinar de 150 mil a 200 mil pessoas por dia. No entanto, cobrou novamente mais celeridade do Ministério da Saúde na distribuição das doses.

“Estamos aguardando que mais doses venham por parte do Ministério da Saúde e cobrando também que essas doses venham. Nós precisamos de vacina. A organização que temos aqui, qualquer município tem capacidade de vacinação. Não faltam seringas, não faltam agulhas, não faltam algodão, desde que nós tenhamos vacina”, argumentou o secretário.

O secretário de Saúde frisou que, com o avanço da vacinação contra o novo coronavírus e a aplicação das medidas restritivas no estado nas últimas semanas, alguns indicadores já apresentaram melhora em relação à transmissão da doença. Um dos exemplos citados pelo secretário foi o de testes positivos para a Covid-19, que chegou a ser de quase 50% e que, atualmente, está em 28%.

Neste domingo (4), a taxa de ocupação dos leitos de UTI SUS exclusivos para Covid-19, estava em 95%. Já a taxa de ocupação dos leitos de enfermaria estava em 76%.

Previous ArticleNext Article