Paraná recebe vacinas a “conta-gotas” e pressiona Ministério da Saúde, diz Beto Preto

Vinicius Cordeiro

vacinas paraná covid-19 beto preto

O secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto, ressaltou que a chegada de mais 102,5 mil doses da vacina de Oxford/AstraZeneca ainda são insuficientes na imunização da maior parte da população do estado. Segundo ele, o governo estadual cobra do Ministério da Saúde a chegada de mais vacinas contra a covid-19.

“Estamos satisfeitos por receber mais doses, mas ainda considero que está vindo a conta-gotas. Precisávamos ter mais doses. Temos cobrado do Ministério da Saúde de maneira incessante. Nós gostaríamos de ter todas as vacinas possíveis”, afirmou Beto Preto.

O secretário ressaltou que a orientação do governo federal é que aplique as 102.500 doses em idosos. No entanto, o Paraná tem cerca de 1,8 milhão de pessoas acima de 60 anos, o que comprova a necessidade de ainda mais vacinas.

“Vacinamos quase 300 mil paranaenses e precisamos vacinar 1,8 milhão”, ressaltou ele.

De acordo com o último boletim, o Paraná já aplicou 364.633 doses, sendo 286.837 da primeira dose e 77.796 da segunda dose até a manhã desta última terça-feira (23). O Estado bateu recorde de mortes e acumula mais de 618 mil casos da doença. Além disso, a taxa de ocupação das UTIs (Unidades de Terapia Intensiva) está em 92%.

QUANTAS VACINAS O PARANÁ JÁ RECEBEU

O governo estadual já havia recebido quatro remessas do Ministério da Saúde, totalizando 641.400 doses disponíveis à gestão do governador Ratinho Junior (PSD):

  • primeira remessa foi de 265.600 doses (Coronavac);
  • 86.500 doses da vacina de Oxford/AstraZeneca;
  • 39.600 doses da Coronavac;
  • 147.200 doses da Coronavac;

A expectativa é que as 102,5 mil doses da vacina de Oxford sejam enviadas aos 399 municípios a partir da tarde de hoje. Todos os imunizantes chegam ao Paraná pelo aeroporto Afonso Pena e vão para o Cemepar (Centro de Medicamentos do Paraná) antes de serem distribuídos às cidades.

Previous ArticleNext Article