Paraná tem semana com o menor número de casos de Covid-19 desde novembro

Redação

casos covid-19 paraná, curitiba

Na semana entre os dias 18 e 24 de abril, o Paraná registrou 14.508 novas pessoas infectadas por Covid-19. Os dados são dos boletins epidemiológicos da Sesa (Secretaria de Estado da Saúde).

A última vez que o número de casos confirmados, no período de uma semana, ficou abaixo de 15 mil foi na semana de 1º a 7 de novembro de 2020, quando foram registrados 11.151 casos.

Até o momento, o pico da pandemia foi registrada na semana entre o dia 28 de fevereiro e 6 de março de 2021. Nesse período, foram confirmados 38.586 novos casos.

Desde então, os boletins apontam queda por cinco semanas seguidas, apesar da demanda ainda estar pressionando o sistema de Saúde.

  • semana de 7 a 13 de março – 37.321 casos;
  • 14 a 20 de março –  36.114 casos;
  • 21 a 27 de março – 32.565 casos;
  • 28 de março a 3 de abril – 21.511 casos
  • 4 a 10 de abril – 18.957 casos
  • 11 a 17 de abril – 19.293 casos (aumento de 1,77%);
  • 18 a 24 de abril – 14.508

Outro dado que mostra a redução de casos de Covid-19 no Paraná é a média móvel. No dia 24 de abril, o índice foi de 2.072 confirmações, número 23,5% menor que a média dos 14 dias anteriores.

O governo estadual atribui a diminuição de casos às medidas restritivas impostas desde o fim de fevereiro.

Contudo, o último boletim da Sesa a taxa de ocupação das UTIs (Unidade de Terapia Intensiva) está em 95%. Restam 99 vagas livres dos 1.836 leitos existentes.

Desde março de 2020, o Paraná já registrou um total de 923.441 casos de coronavírus e 21.421 mortes decorrentes da Covid-19. O percentual de ocupação nas UTIs permanece acima de 90%.

TAXA DE TRANSMISSÃO

Segundo o LEG (Laboratório de Estatística e GeoInformação) da UFPR (Universidade Federal do Paraná), a taxa de transmissão (Rt) da Covid-19 está em 0,95.

Isso quer dizer que 95 pessoas são infectadas após 100. Ou seja, a velocidade voltou a crescer. O atual panorama ainda não resulta no crescimento da pandemia, mas apresenta a continuidade da transmissão.

Já o sistema Loft.Science, também dedicado a calcular a Rt em todos os estados, aponta taxa de 0,92 para o Paraná. Esse é a 5ª menor taxa do Brasil, atrás de Minas Gerais (0,84); Amazonas (0,89); São Paulo (0,89) e Santa Catarina (0,9).

VACINAS NO PARANÁ

Até a manhã desta segunda-feira, 1.616.131 paranaenses foram imunizados dentro de nove grupos prioritários, que incluem idosos, indígenas, profissionais da saúde e trabalhadores das forças de segurança e salvamento. A imunização completa reduz os riscos de manifestação das formas graves da doença.

“Precisamos da colaboração dos municípios para acelerar ainda mais a aplicação das vacinas. Quanto mais os paranaenses forem vacinados, menos ficarão doentes e mais rápido venceremos esta pandemia”, explica o secretário estadual de Saúde, Beto Preto.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="760075" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]