Coronavírus
Compartilhar

Paraná tem a segunda pior taxa de ocupação de UTIs exclusivas para Covid-19 do país, diz pesquisa

Segundo uma pesquisa da CNM (Confederação Nacional de Municípios), o Paraná tem a segunda pior taxa de ocupação de UTIs ..

Redação - 30 de junho de 2021, 08:11

Geraldo Bubniak/AEN
Geraldo Bubniak/AEN

Segundo uma pesquisa da CNM (Confederação Nacional de Municípios), o Paraná tem a segunda pior taxa de ocupação de UTIs (Unidade de Terapia Intensiva) exclusivas para Covid-19 do país.

O Estado fica atrás apenas do Mato Grosso do Sul, na região centro-oeste, que registou ocupação acima de 95% entre os dias 21 e 24 de junho de 2021, quando o levanto foi realizado.

Durante o período da pesquisa, 149 municípios paranaenses estavam com lotação em 95% das vagas públicas de UTIs/Covid-19. Os leitos são destinados ao tratamento de pacientes suspeitos ou confirmados com o Sars-CoV-2.

Ainda conforme dados da CNM, o Paraná tinha também 75 municípios com lotação superior aos 90%, 26 com mais de 80%, dez entre 60 e 80% e 12 com ocupação de UTIs abaixo dos 60%.

De acordo com o último boletim da Covid-19, que foi divulgado na tarde de ontem (29), a taxa de ocupação de UTIs Covid-19 estava em 93%. São 2.314 pacientes com diagnóstico confirmado internados em leitos de UTI (935) e enfermaria (922) e 2.456 pacientes que aguardam resultados de exames também internados (1.051 em UTI e 1.405 em enfermaria).

Além disso, 211 pessoas aguardam na fila de espera por um leito exclusivo para a Covid-19: 76 esperam UTI e 135 enfermaria. No total, o Paraná agora acumula 1.272.289 casos confirmados e 30.338 mortes por complicações da doença.