Coronavírus
Compartilhar

Pfizer pede à Anvisa autorização para vacinar ciranças a partir de 6 meses

A dose testada no público infantil de 6 meses a 4 anos de idade corresponde a um décimo do conteúdo aplicado em adolescente e adultos

Redação - 29 de julho de 2022, 19:16

Divulgação/Pfizer
Divulgação/Pfizer

A Pfizer enviou nesta sexta-feira (29) à Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) o pedide de aprovação da vacina contra a covid-19 na faixa-etária de 6 meses a 4 anos. Atualmente, no Brasil, o imunizante é autorizado apenas para crianças a partir de 5 anos.

Nos Estados Unidos, o órgão regulatório local, o FDA, autoriza o uso desta vacina nesta faixa-etária desde o dia 15 de junho de 2022.

"Sabemos que a COVID-19 impacta também as crianças menores, inclusive com a possibilidade de evolução para doença grave", afirmou a Diretora Médica da Pfizer Brasil, Adriana Ribeiro Polycarpo.

A farmacêutica submeteu o pedido à Anvisa com base nos resultados de um estudo controlado e randomizado que incluiu 4.526 crianças com idades entre 6 meses e 4 anos. O público-alvo recebeu três doses, com um intervalo de três e oito semenas entre as aplicações.

A dose utilizada nas crianças mais novas corresponde a um décimo do conteúdo destinado a adolescentes e adultos. Segundo a Pfizer, a aplicação do imunizantes conferiu imunidade suficiente para evitar casos graves da covid-19 e justificar a imunização nestes parâmetros.