Covid-19: Prefeitura de Umuarama proíbe atendimento presencial em mercados e fecha comércio

Redação

A medida foi tomada após um aumento nos casos confirmados e mortes diárias, além do esgotamento de leitos e insumos
Covid-19: Prefeitura de Umuarama proíbe atendimento presencial em mercados e fecha comércio

Umuarama, na região noroeste do Paraná, decidiu fechar o comércio e proibir o atendimento presencial em mercados a partir desta quinta-feira (25). A medida vale até a próxima segunda-feira (29).

A determinação foi tomada após um aumento nos casos confirmados e mortes diárias, além do esgotamento de leitos e insumos no município. “Precisamos tirar a população das ruas, só assim poderemos conter a transmissão do vírus e, em alguns dias, dar um respiro aos hospitais”, explicou o prefeito Celso Pozzobom.

No total, o município registra 8.619 casos confirmados e 115 mortes. Conforme o município, metade dos óbitos aconteceu de março a dezembro de 2020. O restante foi registro apenas nos três primeiros meses de 2021.

“Muitas pessoas ainda não se atentaram para a importância das medidas preventivas, por isso precisamos adotar ações mais restritivas. As medidas mais efetivas que temos hoje são o isolamento e a vacinação”, explicou Pozzobom.

Nos hospitais da região, a ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) exclusivos para Covid-19 permanece em 100%, já nas enfermarias é de 85%.

Confira abaixo as medidas mais rígidas tomadas pela Prefeitura de Umuarama!

  • fechamento total do comércio, indústrias, prestação de serviços;
  • suspensão das atividades da construção civil;
  • mercados devem atender apenas por delivery e com horário reduzido;

Até a publicação da reportagem, o decreto completo não havia sido publicado.

Previous ArticleNext Article