Média de casos novos e mortes por Covid-19 cai pela 6ª semana seguida no Paraná

Angelo Sfair

coronavírus no paraná, mortes, morte, óbito, óbitos, casos confirmados, boletim, informe epidemiológico, sesa, secretaria estadual da saúde, coronavírus, covid-19

O número de casos novos e mortes por Covid-19 cai no Paraná pela sexta semana consecutiva. É a maior sequência de queda dos indicadores desde a confirmação dos primeiros casos de coronavírus, no dia 12 de março. (Veja ao final os dados completos.)

O momento inédito, junto à flexibilização das medidas de restrição de circulação de pessoas, impõe novos desafios aos gestores públicos, conforme a avaliação de especialistas ouvidos pelo Paraná Portal.

De acordo com o médico infectologista Renato Kfouri, a diminuição consistente de casos e mortes por Covid-19 era um movimento esperado, avaliando o comportamento da pandemia de coronavírus nos países do hemisfério norte.

“Não há o que comemorar. É uma diminuição que vem, infelizmente, a um custo muito caro”, avaliou, lembrando que o Brasil se aproxima da marca de 150 mil mortes causadas pela Covid-19.

Na opinião do especialista, investimentos em testes para detectar o vírus e para a ampliação dos equipamentos públicos de saúde poderiam ter evitado a escalada de casos e mortes no País.

O médico, que é diretor da SBIm (Sociedade Brasileira de Imunizações), lembra que ainda não há previsão para a distribuição de uma vacina capaz de proteger contra a Covid-19. Por isso, segundo ele, é tempo de reforçar as medidas de contenção.

“Não podemos baixar a guarda. Algumas batalhas foram reduzidas, mas ainda não fora superadas”, disse Kfouri ao Paraná Portal. “Estamos experimentando o relaxamento das medidas, vamos voltar ao comércio, mas isso deve ser feito com todo o cuidado”.

CONTROLE DOS CASOS ATIVOS

Medida considerada essencial para enfrentar o enfrentamento da pandemia de Covid-19, a capacidade de identificação e o isolamento dos casos ativos evoluiu ao longo dos últimos sete meses.

Ao Paraná Portal, a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Márcia Huçulak, explica que essa é uma das prioridades das equipes de vigilância epidemiológica. Segundo a gestora, todos os casos ativos da capital são acompanhados diariamente.

“Nós tivemos uma redução, até semana passada de 25% por cento número de casos ativos no dia. Essa é uma notícia boa também, porque mostra um declínio de casos, óbitos e internações”, afirma a secretária.

Segundo Márcia Huçulak, a taxa de replicação (taxa R) do coronavírus se mantém abaixo de zero há 20 dias em Curitiba. Isso significa que cada paciente infectado, em média, transmite a Covid-19 para menos de uma pessoa.

Consequentemente, manter a taxa R abaixo de zero leva à diminuição de casos confirmados, internações e mortes.

Atualmente, a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba tem chamado a atenção para o alto índice de infeções entre familiares. Eventos sociais também causam preocupação.

“A gente precisa dominar esse vírus, e eu tenho reforçado isso porque ele não vai embora. A vacina vai ser a grande libertadora de todos nós, mas até lá a sociedade precisa manter as medidas de distanciamento e o uso da máscara em todos os ambientes”, alerta Huçulak.

O posicionamento é endossado pelo secretário de Estado da Saúde do Paraná, Beto Preto. O médico afirma que é preciso atenção permanente à Covid-19, e que a evolução da doença é monitorada diariamente.

“Já são 7 meses da pandemia no Paraná. Perdemos muitas vidas, que não são números. Por isso, mesmo com este cenário mais equilibrado, ainda temos que continuar trabalhando contra coronavírus”, afirmou ao Paraná Portal.

Média móvel de casos novos de coronavírus

  • 04/09: 1.783,2
  • 11/09: 1.677,2
  • 18/09: 1.567,4
  • 25/09: 1.509,1
  • 02/10: 1.439,1
  • 09/10: 1.262,5

Média móvel de novas mortes por Covid-19

  • 04/09: 41,0
  • 11/09: 41,7
  • 18/09: 39,8
  • 25/09: 38,3
  • 02/10: 35,4
  • 09/10: 30

CORONAVÍRUS NO PARANÁ

O informe diário do coronavírus atualizado nesta sexta-feira (9) pela Sesa (Secretaria de Estado da Saúde) confirmou 25 novas mortes por Covid-19 no Paraná. Foram incluídos 1.512 diagnósticos positivos aos registros oficiais da doença, que agora totalizam 187.610 casos confirmados e 4.692 óbitos.

De acordo com a secretaria estadual, as vítimas mais recentes eram 10 mulheres e 15 homens, com idades entre 34 e 89 anos. Os pacientes moravam em Curitiba (8), Cascavel (2), Foz do Iguaçu (2), Pinhais (2), Apucarana, Arapongas, Bandeirantes, Ibema, Londrina, Mandaguari, Paraíso do Norte, Piraquara, Ponta Grossa, São José dos Pinhais e Sertanópolis.

Atualmente, 830 pacientes com Covid-19 estão internados em hospitais da rede pública e privada do Paraná. Outros 916 pacientes estão internados com quadro respiratórios, mas são considerados casos suspeitos porque ainda não receberam o resultado dos exames.

O Paraná se aproxima dos 190 mil casos confirmados de coronavírus com uma taxa de letalidade de 2,5%. Mais de 140 mil pacientes foram liberados do tratamento e são considerados recuperados.

Previous ArticleNext Article