Rússia comenta proibição da importação da Sputnik V e diz que pode fornecer mais dados

Redação

sputnik v governadores querem nova análise da vacina

A Rússia criticou a decisão da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) em proibir a importação da vacina Sputnik V para o Brasil. A federação informou que está pronta para fornecer os dados necessários para autorizar o uso da vacina russa contra o coronavírus. As informações são da Agência Tass.

De acordo com o secretário de imprensa da Rússia, Dmitry Peskov, em pronunciamento nesta terça-feira (27), o país está disposto a fornecer todas as informações que a Anvisa diz faltar para aprovar a importação do imunizante.

“Os contatos vão continuar. Se não houver dados suficientes, eles serão fornecidos, não deve haver dúvidas”, disse um porta-voz do Kremlin, respondendo a um pedido de comentário sobre a decisão do regulador brasileiro.

Conforme o secretário Dmitry Peskov, existem dados suficientes para garantir a eficácia e a segurança da Sputnik V. “A experiência já é muito grande. O banco de dados indica que esta é a vacina mais confiável do mundo”, disse.

Sobre as acusações de que os técnicos da Anvisa não foram bem recebidos em Moscou, o secretário de imprensa da Federação Russa diz que os envolvidos na produção estão “trabalhando em modo de emergência” devido à alta demanda.

“Aqueles que estão envolvidos em contatos estrangeiros também estão [trabalhando] em um modo de emergência para que essa produção também possa ser instalada no exterior”, disse o porta-voz do Kremlin.

Na manhã desta terça-feira, o órgão regulador brasileiro não autorizou a importação e uso da vacina russa Sputnik V no país.

O encontro da Anvisa durou mais de quatro horas, no qual foram apresentadas as conclusões dos especialistas da agência e suas opiniões sobre a segurança e eficácia do medicamento russo.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="760270" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]