Sem vacina, Curitiba concentra doses no Pavilhão do Parque Barigui

Redação

cronograma de vacinação contra a covid-19 para comorbidades muda em Curitiba

Sem doses suficientes para distribuir para os 16 pontos fixos de vacinação e os três drive-thrus, Curitiba vai concentrar a aplicação de vacinas contra a covid-19 no Pavilhão do Parque Barigui.

De acordo com a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, os pontos de vacinação ficarão desativados até que o Ministério da Saúde envie nova remessa de imunizantes para a primeira aplicação.

O Pavilhão do Parque Barigui, que também conta com drive-thur, funcionará temporariamente como único local para vacinação.

Apesar da escassez de doses, a vacinação continua para profissionais de saúde e das forças de segurança que receberam a data agendada pelo aplicativo Saúde Já.

Além disso, pessoas acima de 63 anos que ainda não receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19 também podem acessar os imunizantes no sistema da repescagem.

A Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba reforça que a decisão está relacionada exclusivamente à lentidão do Ministério da Saúde em comprar e distribuir vacinas contra a covid-19.

“Temos capacidade de vacinar mais de 20 mil pessoas por dia, mas para isso precisamos ter vacina”, explica Márcia Huçulak, secretária municipal da Saúde de Curitiba.

“Como não temos previsão de que elas chegarão até o fim desta semana, não podemos convocar novas idades ou grupos, então não justifica manter equipes paradas em tantos postos”, completa.

Ontem (27), Curitiba concluiu a vacinação de primeira dose para o grupo de 63 anos.

Hoje (28), a capital cumpre o cronograma de segunda dose de CoronaVac dos grupos de idosos que receberam a primeira aplicação há mais de 21 dias. Veja o cronograma completo.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="760564" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]