Taxa de ocupação de leitos Covid-19 diminui em Curitiba, mas segue em nível preocupante

William Bittar - CBN Curitiba

Taxa de ocupação de leitos Covid-19 diminui em Curitiba, mas segue em nível preocupante

Após quase um mês, a taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para Covid-19, em Curitiba, voltou a ficar abaixo de 100%. Os dados são do portal da transparência da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), entre os dias 26 de maio de 19 de junho.

No último sábado (19), 97% dos 548 leitos exclusivos de UTI para Covid-19 estavam ocupados na capital paranaense. Conforme a pasta, 18 leitos estavam livres. Já a taxa de ocupação dos leitos de enfermaria estava em 77%.

Em 26 de maio, alguns dias antes da capital paranaense voltar para a bandeira vermelha, com maiores restrições para conter o avanço da doença, todos os 525 leitos estavam ocupados. Naquele dia, a taxa de ocupação dos 726 leitos clínicos para pacientes do novo coronavírus estava em 96%.

Nesse tempo, a taxa de ocupação das UTIs chegou a atingir 104% durante vários dias seguidos. Mesmo assim, a capital paranaense voltou para a bandeira laranja, com flexibilização dos serviços no dia 08 de junho.

Na ocasião, a taxa de ocupação dos leitos seguia acima de 100%, mas a Secretaria Municipal de Saúde informou que os índices, como taxa de transmissão da doença, por exemplo, haviam baixado do limite de risco máximo e, por este motivo, a medida estava sendo tomada.

Até o último sábado, 231.703 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 nesse período de pandemia, dos quais 217.731 liberados do isolamento e sem sintomas da doença. Além disso, foram registradas 5.898 mortes na cidade provocadas pela doença.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="771155" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]