No Paraná, prefeitura do interior compra usina de oxigênio para garantir abastecimento

Redação

oxigênio, usina de oxigênio, francisco beltrão, sudoeste, paraná, upa, pacientes, covid, covid-19, coronavírus

Temendo a falta de oxigênio para atender pacientes com quadros graves da covid-19, o município de Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná, comprou uma usina para garantir o abastecimento.

Em entrevista ao Paraná Portal, o prefeito Cleber Fontana (PSDB) disse que os equipamentos já estão operando 24 horas por dia para fornecer o gás à Unidade de Pronto Atendimento da cidade.

“Já está instalada na UPA e funcionando. Compramos de forma muito rápida e foi um importante investimento que depois vai abastecer a unidade permanentemente. Então, isso nos deu certa tranquilidade”, disse Fontana.

Citando o que aconteceu em Manaus ou, anteriormente, no norte da Itália, o prefeito explicou que a cidade dependia da produção do oeste catarinense, e por isso havia a insegurança de que o insumo pudesse faltar em Francisco Beltrão.

Houve um momento, dias atrás, que nós não tínhamos certeza do abastecimento de oxigênio para a nossa região. E isso nos preocupou. Confesso que algumas noites não conseguimos dormir pensando nessa possibilidade”.

O prefeito de Francisco Beltrão lembra do dia em que o município esteve mais próximo de sofrer com a falta do gás para os pacientes internados. Foram horas de tensão e medo de que o carregamento não chegasse em tempo.

“Teve um dia, por exemplo, que o oxigênio terminaria às 18h. Sabe aquela história de andar com o carro na reserva? E o caminhão que faria a entrega ainda estava na distribuidora a três horas de Francisco Beltrão, em Chapecó (SC)”.

“Se instaurou o caos. Para a nossa satisfação, aquele estoque de oxigênio conseguimos administrar até as 22h, quando o caminhão chegou. Então a usina nos dá essa segurança de que não vai faltar”, completou Cleber Fontana.

REGIÃO DE FRANCISCO BELTRÃO TEM ALTA INCIDÊNCIA DE COVID-19

A oitava regional de saúde do Paraná, com sede em Francisco Beltrão, é a quinta com a maior incidência de covid-19. São 8.710 casos para cada 100 mil habitantes, de acordo com o informe epidemiológico mais recente da Sesa.

Em entrevista ao Paraná Portal, o prefeito Cleber Fontana disse que os números variam semana após semana, e que é função dos municípios administrar as medidas de contenção adequadas para cada momento.

Mais de um ano desde a chegada da pandemia, ele cita a dificuldade de convencer a população da necessidade das medidas que restringem a circulação. “Estamos todos cansados, mas é necessário”, pontuou o prefeito de Francisco Beltrão.

Fontana reforçou, ainda, que o momento é de cooperação entre municípios e estados, citando a boa relação do município com seus vizinhos paranaenses e catarinenses.

Veja a entrevista de Cleber Fontana, prefeito de Francisco Beltrão, ao Paraná Portal:

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="757128" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]