Veja como está a vacinação contra Covid-19 nas principais cidades do Paraná

Redação

vacinação covid paraná curitiba maringá foz do iguaçu londrina

O Ministério da Saúde, por meio do PNI (Programa Nacional de Imunizações), definiu o processo de vacinação de pessoas com comorbidades em duas fases. Dependendo da chegada de doses de vacinas, os estados vão avançando etapas. No Paraná, algumas das principais cidades – Curitiba, Maringá, Foz do Iguaçu e Londrina – já divulgaram o calendário desta nova etapa seguindo as diretrizes do governo federal.

São consideras comorbidades:

  • Doença renal crônica, síndrome de Down e gestantes e puérperas entre 18 e 59 anos
  • Pessoas com deficiência permanente entre 18 e 59 anos cadastradas no Benefício de Prestação Continuada
  • Obesidade mórbida (IMC igual ou maior que 40), diabetes, doença cerebrovascular ou anemia falciforme
  • Pneumopatias crônicas graves, como fibrose cística ou pulmonar
  • Hipertensão arterial em estágio 1 ou 2, com lesão em órgão-alvo, hipertensão arterial em estágio 3 ou hipertensão arterial resistente
  • Hipertensão pulmonar
  • Doenças do coração, como insuficiência cardíaca e cardiopatia hipertensiva, entre outras
  • Doenças da aorta ou de outros vasos sanguíneos
  • Cardiopatias congênitas com repercussão
  • Imunossuprimidos, como transplantados, portadores de HIV, pacientes em quimioterapia ou radioterapia contra câncer, entre outros

Confira como está a situação das principais cidades do Paraná:

CURITIBA

Curitiba vacina nesta segunda (10) e terça-feiras (11) gestantes, puérperas (mulheres com bebês nascidos a partir de 25 de março de 2021) e pessoas com Síndrome de Down. Para receber a vacina é necessário ter 18 anos completos ou mais.

Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, os novos grupos prioritários selecionados seguem à risca a orientação do Plano Nacional de Imunização contra a Covid-19. A vacina estará disponível em 18 pontos (lista abaixo), que funcionarão das 8h às 17h.

MARINGÁ

A cidade recebeu ontem (6) cerca de 17 mil doses para a campanha de vacinação contra o coronavírus. A imunização segue as diretrizes da vacinação da Covid-19, conforme nota técnica enviada pelo Ministério da Saúde.

Os imunizantes são destinados hoje para a aplicação da 1ª  e 2ª doses de pessoas com 60 anos ou mais nas Unidades Básicas de Saúde referenciadas para vacinação contra o COVID-19 e no drive thru. Na Secretaria de Saúde haverá apenas a aplicação da 2ª dose para os trabalhadores da saúde.

Já a primeira fase do processo de vacinação de pessoas com comorbidades em Maringá terá início no sábado (8) e prossegue na segunda-feira (10). Nessas datas, a vacinação deste público ocorrerá apenas na UBS Iguaçu e Zona 7, das 9h às 15h.

Nestes locais e datas também serão vacinadas, proporcionalmente, pessoas com doença renal crônica em diálise, de 18 a 59 anos; pessoas com deficiência permanente grave, com BPC (Benefício de Prestação Continuada), de 55 a 59 anos; além de pessoas com síndrome de down de 18 a 59 anos; e gestantes e puérperas com comorbidades, com idade igual ou maior que 18 anos (no documento de comprovação deverá estar descrito qual comorbidade está inserida).

Os pacientes com comorbidade devem apresentar documento oficial com foto e uma declaração comprobatória, assinada e certificada por um médico e que ficará retida na UBS no momento da vacinação. As declarações poderão ser retiradas na rede privada, pelo SUS (Sistema Único de Saúde), CRM (Conselho Regional de Medicina do Paraná) e no site da Prefeitura.

Os pacientes do SUS pertencentes aos grupos de hipertensão e diabetes também serão vacinados nesta etapa.  Os profissionais do Programa Saúde da Família (PSF) farão contato com estes pacientes para direcionamento da unidade em que serão vacinados.

LONDRINA

Em Londrina, a prefeitura segue com os cadastros prévios para a vacinação contra a Covid-19 abertos, inclusive de pessoas com comorbidades. Até agora, o município contabiliza 20 mil pessoas com comorbidades cadastradas.

O agendamento pode ser feito nas sete unidades exclusivas, localizadas em todas as regiões da cidade: Unidades Básicas de Saúde (UBSs) do Jardim do Sol, Alvorada, Eldorado, Ernani, Ouro Branco e Vila Casoni, funcionando de segunda a sexta, das 7h30 às 19 horas, e aos sábados, no mesmo horário, quando há agendamento de vacinação. Também está aberto o Centro de Imunização da Região Norte, instalado no prédio do CCI Norte (Rua Luiz Brugin, 570), com atendimento de segunda a sexta, das 7h30 às 23 horas, aos sábados, das 7h30 às 21 horas.

A expectativa é que, entre hoje (7) e amanhã (8), cerca de 350 pacientes renais crônicos serão vacinados nas próprias clínicas de hemodiálise. Além destas, todas as pessoas que possuem as comorbidades definidas pelo MS, com idade entre 55 e 59 anos, serão vacinadas. Indiferente da idade, também se enquadram na primeira etapa, as gestantes, puérperas e pessoas com síndrome de Down.

FOZ DO IGUAÇU

Em Foz, na região oeste do Paraná, a faixa etária da vacinação contra a covid-19 para o grupo prioritário de comorbidades será ampliada para as pessoas entre 50 a 54 anos a partir deste sábado (08).

Gestantes, pessoas com síndrome de down e puérperas (mulheres em período pós parto de até 45 dias) com mais de 18 anos também estão sendo vacinadas, assim como pessoas com deficiência permanente que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC) de 55 a 59 anos.

A vacinação dos grupos prioritários acontece nas Unidades Básicas de Saúde (UBS).

O agendamento pode ser feito no site da prefeitura, opção ‘comorbidades’, ou ainda nos postos de saúde e na central de agendamento pelos telefones 2105-1105/1106/1120. As vinte unidades de saúde e a Vigilância em Saúde vão abrir neste sábado das 8h às 14h.

No momento da vacinação, o sistema identifica as pessoas que fazem tratamento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), que não precisam de comprovação da comorbidade. Caso a comorbidade não seja identificada, é necessário apresentar o formulário elaborado pela Secretaria Municipal de Saúde, disponível no site. O documento deve ser preenchido, assinado e carimbado pelo médico.

Também serão aceitos atestados médicos que, obrigatoriamente, apresentem as seguintes informações: nome do paciente, número da Classificação Internacional de Doenças (CID), e nome, CRM e carimbo do médico.

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="762660" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]