Vacinação contra a Covid-19 começa nesta segunda-feira (18), diz Pazuello

Redação

Ministério da Saúde recua e nega acordo para compra da vacina Coronavac

Em cerimônia com governadores, o ministro da Saúde Eduardo Pazuello afirmou que a vacinação contra a Covid-19 no Brasil começa ainda nesta segunda-feira (18). O horário estipulado foi 17h.

“Depois de ouvir os governadores, chegamos a decisão de que hoje ainda distribuiremos todas as vacinas aos estados (…) acho que a gente pode começar hoje ao final do dia o expediente”, discursou Pazuello.

Depois do encontro entre representantes da Saúde e governadores, todos foram vistoriar as câmaras frias que estão instaladas no centro Centro de Distribuição Logística do Ministério da Saúde, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 COMEÇA HOJE

A expectativa do Ministro é que todos os estados tenham recebido a vacina às 14h de hoje. Por isso, ele afirmou que é possível que a vacinação contra a Covid-19 comece ainda hoje, a partir das 17h, em profissionais da saúde.

“A gente marca não antes das 17h, mas se alguém tiver delongas, faz parte da missão. Quem puder, começa às 18h, mas o importante é que comece hoje ao final do dia. Esse é o nosso combinado”, detalhou o ministro.

Na cerimônia, Pazuello afirmou que hoje será iniciada a maior campanha de vacinação contra o coronavírus em todo mundo, já que o Brasil é referência de vacinação. “Só com essas 6 milhões de doses e a velocidade com a qual vamos aplicar, já passamos para segundo colocado no mundo ocidental, segundo ou terceiro”, disse sobre o ranking de vacinação mundial.

Antes, a expectativa era de que a vacinação contra a Covid-19 no Brasil fosse iniciada na quarta-feira (20), já que os estados teriam até amanhã para redistribuir o imunizante aos municípios. Porém, após a primeira brasileira ser vacinada no Brasil neste domingo (17), os planos foram adiantados.

Os grupos prioritários já foram definidos: os primeiros vacinados serão profissionais de saúde, idosos e indígenas.

BRASIL AINDA AGUARDA POR VACINAS DA ÍNDIA

As doses aplicadas nesta segunda-feira são da Coronavac. A previsão do Ministério da Saúde é receber nos próximos dias doses do imunizante AstraZeneca, que é produzido na Índia.

No final da semana passado, a gestão Jair Bolsonaro fracassou na tentativa de transportar os imunizantes e agora tenta resolver o imbróglio diplomaticamente.

O Ministério da Saúde justificou o episódio com a pressão sobre as autoridades indianas, que não quiseram atender a demanda brasileira antes de começar a vacinação na própria população. Já como a Índia começou a vacinação nesse último final de semana, o Brasil espera obter as vacinas ainda nesta semana.

Por fim, a pasta comandada por Pazuello ressaltou que todo o processo burocrático está em dia: o pagamento e as autorizações de transporte estão em dia.

Previous ArticleNext Article