Vacinação em Curitiba: SMS antecipa 2ª dose para novos grupos nesta quinta

Redação

vacinação covid curitiba

As pessoas com 55 anos ou mais, vacinadas contra a covid-19 com a primeira dose no dia 12 de junho, e as pessoas de 56 anos vacinadas no dia 12 de junho foram convocadas pela SMS (Secretaria Municipal da Saúde) para a aplicação da segunda dose nesta quinta-feira (26/08). Isso vale para quem tomou as vacinas da Pfizer ou AstraZeneca em Curitiba. Os grupos estão sendo convocados por mensagem pelo aplicativo Saúde Já, que deverá ser apresentada na hora da vacinação.

A expectativa é atender 17,4 mil pessoas com a segunda dose antecipada nesta quinta.

Para quem tem 56 e 55 anos, mas tomou a vacina fora do cronograma (em períodos de repescagem), não haverá antecipação da segunda dose nesta quinta-feira.

Aqueles que não receberam a mensagem de convocação pelo Saúde Já não terão a segunda dose antecipada para esta quinta-feira e deverão, portanto, seguir a data agendada anteriormente.

Quem for convocado e não conseguir comparecer nesta quinta-feira poderá tomar a vacina em outra data em que haja aplicação de segunda dose.

GRUPO ENTRE 50 E 59 ANOS É O MAIS VULNERÁVEL NA PANDEMIA HOJE

O intervalo convencional entre as doses da AstraZeneca e da Pfizer é de aproximadamente 90 dias. A antecipação foi decidida pelo Comitê de Técnica e Ética Médica da SMS, após levantamento feito pelo Centro de Epidemiologia que demonstrou que o grupo de 50 a 59 anos é hoje o mais vulnerável para o agravamento da covid-19 – com maior número de internamentos e mortes.

Segundo o diretor do Centro de Epidemiologia da SMS, Alcides Oliveira, esse cenário pode estar relacionado à circulação de variantes e também ao fato de as pessoas mais idosas já estarem com o ciclo de imunização completo.

“A variante Delta tem se mostrado mais resistente aos anticorpos produzidos pela primeira dose, mas com duas doses essa barreira aumenta. Como as pessoas mais idosas já estão imunizadas com as duas doses, o vírus procura novos espaços de vulnerabilidade”, explicou

A faixa etária de 50 e 59 anos responde por 15% das novas infecções, 23% das internações e 19% dos óbitos confirmados por covid-19 no município.

Essa antecipação será possível com as doses para segunda aplicação que estão disponíveis no estoque do município. Caso o município receba novos lotes de imunizantes, seguirá com a redução de intervalo entre as doses.

“Além da disponibilidade das doses, a iniciativa tem amparo científico, o nosso objetivo é ter esse público prioritário com ciclo vacinal completo no menor tempo possível”, explica Oliveira.

COMO RECEBER A VACINA EM CURITIBA

Para receber a segunda dose antecipada da vacina, basta procurar um dos pontos de vacinação, das 8h às 17h, levar um documento de identificação com foto e CPF e apresentar a mensagem com a convocação.

Quem faz parte dessas faixas etárias deve acessar o aplicativo Saúde Já. Ao realizar o acesso aparecerá uma mensagem de “pop-up” com o comunicado de que aquele usuário está sendo convocado.

QUEM VAI RECEBER A SEGUNDA DOSE DA VACINA CONTRA COVID-19 EM CURITIBA

  • Pessoas com 56 anos vacinadas com a primeira dose em 11 de junho (a segunda dose estava prevista para 6 de setembro)
  • Pessoas com 55 anos vacinados com a primeira dose em 12 de junho (a segunda dose estava prevista para 9 de setembro)
(Divulgação/Prefeitura de Curitiba)

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="785691" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]