Vacinas contra covid-19 se esgotam nas principais cidades do Paraná

Mirian Villa e Vinicius Cordeiro

covid, covid-19, coronavírus, vacina, vacinação, pni, programa nacional de imunizações, plano de vacinação, curitiba, paraná, ministério da saúde, vacina, vacinas, coronavac, pfizer, janssen, eduardo pazuello, sms, secretaria municipal da saúde, idosos, grupos prioritários

Algumas cidades do Paraná devem paralisar a vacinação contra a covid-19 por conta da limitação de vacinas disponibilizadas pelo Ministério da Saúde destinadas à primeira aplicação. Isso já aconteceu no Rio de Janeiro, em Salvador e Cuiabá, por exemplo. Em Curitiba, a interrupção está prevista para essa sexta-feira (19) enquanto Cascavel, na região oeste, suspendeu ontem a aplicação dos imunizantes.

De acordo com a Sesa (Secretaria da Saúde), 271.275 paranaenses já foram vacinados. Destes, 37.697 já receberam a segunda dose da vacina contra a covid-19. 271.275 pessoas já tiveram a primeira dose aplicada. Ou seja, 308.972 vacinas já foram aplicadas.

Ao todo, o Paraná 538.900 doses do governo federal até o momento. Restam ainda 92 mil doses, destinadas para aplicação da segunda dose aos grupos prioritários, que deverão ser enviadas aos municípios na semana que vem.

Em reunião com governadores de todo o país, o ministro da Saúde Eduardo Pazuello prometeu entregar mais 11,3 milhões de doses aos estados ainda em fevereiro. Até agora foram distribuídos 11,8 milhões de doses – 9,8 milhões da CoronaVac e 2 milhões da vacina de Oxford/AstraZeneca. A previsão do governo federal é ter 231 milhões de vacinas até julho.

A expectativa do Paraná é vacinar 4 milhões de paranaenses até maio. Quem representou o estado na videochamada com Pazuello foi o vice-governador Darci Piana.

CONFIRA A SITUAÇÃO DA VACINAÇÃO CONTRA COVID-19 NAS PRINCIPAIS CIDADES DO PARANÁ

Em Curitiba, a expectativa é que as aplicações das primeiras doses seja paralisada nesta sexta-feira (18). A capital paranaense recebeu 65.250 doses de vacinas e 60.647 pessoas já receberam o imunizante. Neste momento, os idosos de 85 ou mais estão sendo vacinados, além dos profissionais de saúde, indígenas e moradores e funcionários de instituições de longa permanência. Por enquanto, 7.873 segundas doses foram aplicadas.

Em Maringá, na região norte do Paraná, restavam apenas 100 doses, destinadas à primeira dose, no início da manhã desta quinta-feira. Ou seja, o município interrompe a primeira etapa da vacinação após ter recebido 14.583 imunizantes contra a covid-19 até o momento.

Em Londrina, também no norte, a previsão é que a vacinação se mantenha até a semana que vem por ainda restarem 3 mil doses a serem aplicadas. Até ontem (17), eram 18.402 pessoas vacinadas.

Na região oeste do Paraná, Foz do Iguaçu ainda conta com 2.949 doses disponíveis. Até ontem, foram 8.517 doses aplicadas (7.674 referentes à primeira aplicação e 843 doses da segunda).

Em Ponta Grossa, nos Campos Gerais, ainda faltam 3.914 imunizantes para serem aplicados. O município recebeu 12.926 doses (7.833 para a 1ª dose e 3873 destinadas à 2ª). De acordo com a assessoria de imprensa, não há previsão de qualquer paralisação na vacinação.

Por fim, a vacinação contra covid-19 foi interrompida hoje, em Cascavel, por falta de imunizantes.
Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="746092" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]