Ministério da Saúde confirma suspeita de nova variante de covid-19 no Brasil

Redação

nova variante, coronavírus, variante coronavírus, manaus, curitiba, sms, isolamento domiciliar, suspeita, análise, sequenciamento genético, fiocruz, brasil

O Ministério da Saúde confirmou hoje (31) que o Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde de São Paulo foi notificado pelo laboratório de medicina diagnóstica Dasa da suspeita de dois casos de covid-19 causados por uma nova variante do coronavírus (SARS-CoV-2) no estado de São Paulo.

“O Instituto Adolfo Lutz está analisando duas amostras de vírus de casos com contato com o Reino Unido e, em até 48h, fará o sequenciamento genético para identificação da linhagem”, disse o ministério em nota.

A nova variante do vírus, segundo o laboratório Dasa, é a mesma detectada recentemente na Inglaterra e nos Estados Unidos. A confirmação da cepa em dois pacientes foi feita por meio de sequenciamento genético realizado em parceria com a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP).

De acordo com o laboratório, a mutação não é mais letal do que outras cepas do novo coronavírus, mas pode ser mais transmissível. No Reino Unido, ela já representa mais de 50% dos novos casos diagnosticados, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Segundo o European Centre for Disease Prevention and Control, resultados preliminares de estudos feitos no Reino Unido, publicados em 19 de dezembro, sugerem que a variante é significativamente mais transmissível do que as variantes anteriormente circulantes, com um aumento estimado de transmissibilidade de até 70%.

“O sequenciamento confirmou que a nova cepa do vírus chegou ao Brasil, como estamos observando em outros países. Dado seu alto poder de transmissão esse resultado reforça a importância da quarentena, e de manter o isolamento de dez dias, especialmente para quem estiver vindo ou acabado de chegar da Europa”, destacou a pesquisadora da FMUSP Ester Sabino.

Segundo a cientista, a prevenção ainda é o método mais eficaz para barrar a propagação do vírus: lavar as mãos, intensificar o distanciamento físico, usar máscaras e deixar os ambientes sempre ventilados.

De acordo com o Ministério da Saúde, a Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, em parceria com o município da capital, já tomou as providências quanto ao monitoramento dos novos casos confirmados de covid-19.

*Com informações da Agência Brasil

Previous ArticleNext Article