Crônica das Sextas
Compartilhar

A profissão mais importante

Num outono da vida, recebi a ligação de um grande amigo. Havia muito tempo que não nos víamos nem nos falávamos. A vida ..

João Marcos - 28 de julho de 2017, 00:10

Num outono da vida, recebi a ligação de um grande amigo. Havia muito tempo que não nos víamos nem nos falávamos. A vida pela qual o vento toma diversas direções. Uma dádiva, quando este vento nos chega em forma de brisa, que acalenta nossa alma e refresca nossas lembranças...

Que bom escutar aquela voz que depois de identificada, veio-me na lembrança como se o tempo não tivesse ido, igual ao vento, tão longe e por tanto tempo....

O motivo da ligação era para ver se em Palmeira, teria lugar para uma clínica de ecografia.

Sua filha havia se formado em medicina e procurava um local para trabalhar, já que se especializara nesta área de ultrassonografia...

Para uma pesquisa de mercado pedi que a jovem médica viesse até aqui ( pois estava em Curitiba), para conversar com os médicos, hospitais, consultórios...

Às 10h foi o horário combinado. Almoçaria conosco...

Algumas visitas feitas e já chegara a hora de almoçar. Dava tempo de conversar um pouco até o almoço ser servido.

Começamos a conversa sobre as diversas profissões, suas importâncias, necessidades do mercado, especializações, remunerações, status profissional, etc.

Muito animada, bonita e falante disse que a medicina, a profissão que escolhera, era a mais importante de todas!

Gesticulei um mais ou menos com a cabeça. Nem aprovando e nem reprovando o seu ponto de vista.

Pedi licença, fui até a cozinha e pedi para segurar o almoço até que eu avisasse para ser servido.

Voltando à sala, continuamos a falar das profissões... O almoço estava "atrasado" mais de uma hora.

Lá pelas tantas, quase morrendo de fome a médica perguntou:

- Vamos almoçar fora ou aqui na sua casa?! Sabe, desculpa, estou só com o café da manhã e na verdade quase morrendo de tanta fome...

Levantei da poltrona e falei:

- O almoço está pronto já há algum tempo! A demora foi proposital.

Sem entender, perguntou:

- Mesmo? Não estou entendendo!

Educadamente e respeitosamente falei:

- A medicina realmente tem uma grande importância. É verdade! Mas não é a mais importante.

E concluí:

- A mais importante de todas as profissões é a do Agricultor. É ele quem produz o alimento!

Dependendo do caso, pode-se adiar uma consulta, um exame, uma cirurgia. Às vezes por uma semana, um mês, um ano... Todavia, não conseguiremos ficar sem o alimento por este tempo! Por favor, sente-se e sirva-se! Vamos almoçar, senão vamos morrer de fome...

Quem ganhou o livro Palmeira: crônica, poesia e arte no "Dia do Escritor" foi Regina Flávia Naves Freire

Crônicas recomendadas: Nome mais que certo! ; Escola, aprendizagem e educação...

Curta, compartilhe e siga-me no Facebook

Curta a página da editora Mérula