Como manter os ossos saudáveis e fortalecidos

Unimed Curitiba – Conteúdo de Marca

punho com foco nos ossos

Você já parou para pensar se os seus ossos estão saudáveis? O cuidado com eles é imprescindível para, além de mantermos nossos órgãos vitais protegidos, evitar complicações reumáticas como a osteoporose – uma doença que acomete mais de 10 milhões de brasileiros, de acordo com o Ministério da Saúde, e poderia ser evitada com a adoção de hábitos mais saudáveis. Para falar sobre o tema, a Unimed Curitiba entrevistou o médico cooperado especialista em reumatologia Francisco Gustavo Mendes Araújo, que traz dicas e boas práticas que podem garantir a saúde dos ossos durante todas as etapas da vida. Boa leitura!

Os ossos sustentam o nosso corpo, mas sua função vai além disso. Eles também funcionam como depósito de minerais, como cálcio e fósforo, e abrigo da medula óssea vermelha, que é a nossa fábrica de sangue. Por esses e outros motivos, de acordo com o especialista, é importante adquirir hábitos para prevenir complicações nos ossos e gerar ainda mais problemas de saúde. “A principal é a osteoporose, que é um osso fragilizado, menos resistente, com risco alto de sofrer faturas. Mas ela não é a única doença: também pode ocorrer um caso de osteopenia, uma fase anterior a osteoporose, em que os ossos já sofrem um processo inicial de descalcificação”, afirma o reumatologista. Além delas, outras doenças dos ossos também podem ocorrer, como o raquitismo, doença de Paget e o próprio câncer ósseo.

Para identificar uma dessas doenças, é preciso realizar um exame de densitometria óssea para avaliar a densidade do osso. A partir dele, um especialista pode indicar o melhor tratamento de acordo com o cenário clínico do paciente. Porém, vem o alerta: muitas doenças ósseas são silenciosas e podem não apresentar nenhum sintoma até que a situação se agrave ou a pessoa tenha uma fratura. “Aí podemos reforçar a importância do acompanhamento constante, aquele que devemos fazer para precaução e não para tratamento”, diz o cooperado. A principal recomendação dos especialistas é fazer o exame com certa recorrência, para avaliar a densidade e resistência dos ossos antes que haja uma emergência.

Mas os cuidados de prevenção podem ser mais simples do que você imagina. De acordo com o reumatologista, a atividade física e boa alimentação são os principais ajudantes na prevenção às doenças ósseas. “O exercício físico continua sendo a melhor forma de fortalecer os ossos. Pode ser qualquer tipo de atividade, mas as que se destacam são os de força e resistência treinados em academia e a corrida”, comenta. Além desses, outras práticas também podem ser realizadas para trazer resultados em menor escala, como natação e hidroginástica.

Já sobre a alimentação, procure consumir alimentos que são ricos em cálcio. São eles: leite e seus derivados, como iogurte e queijo, sendo necessário consumir o equivalente a cerca de três copos de leite ou iogurte por dia. Para pessoas com intolerância à lactose, alternativas ao leite são a sardinha, vegetais de tom verde-escuro, como brócolis e espinafre, gergelim, chia, amêndoa, feijão, grão-de-bico e tofu.

Por último, mais um aliado importante é o sol. Mas cuidado para não se expor demais e causar problemas para a sua pele. “O banho de sol ideal deve ser tomado diariamente entre as 8 e 10h da manhã e após as 16h. Mais um ponto de atenção é o período em exposição, que deve ser entre 15 a 20 minutos e não muito mais que isso”, finaliza.

Agora que você já sabe da importância dos ossos, adote hábitos mais saudáveis e garanta mais qualidade de vida!

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="779653" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]