Outubro Rosa: Unimed Curitiba lança campanha para estimular prevenção

Unimed Curitiba – Conteúdo de Marca


Você sabia que o câncer de mama é o mais incidente entre mulheres? A boa notícia é que, quando descoberta no início, a doença tem 95% de chances de cura. De acordo com o Instituto Nacional de Câncer (INCA), órgão do Ministério da Saúde, a estimativa é de que mais de 66.000 novos casos sejam diagnosticados no Brasil a cada ano do triênio 2020-2022. Por isso, o Outubro Rosa, mês dedicado ao autocuidado e à conscientização sobre a importância do diagnóstico precoce da doença, une pessoas em todo o mundo para incentivar a prevenção e facilitar o acesso à informação. Neste mês, a Unimed Curitiba lançou uma campanha com o objetivo de incentivar o cuidado constante e estimular a prevenção da doença. Clique aqui ou acesse o Portal Unimed Curitiba para conhecer a iniciativa e cuide de você!

Aproveite e saiba mais sobre o assunto na coluna de hoje, que traz uma entrevista com o médico cooperado da Unimed Curitiba, o mastologista Cícero de Andrade Urban. O especialista explica sobre a doença e fala sobre sintomas, tratamento e formas de prevenção.

O câncer de mama

O câncer de mama é um conjunto de doenças com apresentações clínicas que podem variar desde microcalcificações pequeninas, vistas apenas em exames de imagem, até nódulos palpáveis. “Ele acomete mais as mulheres e tem como fatores de risco a idade avançada, o histórico familiar, o excesso de peso e a exposição prolongada aos hormônios femininos”, divide o médico cooperado. Os homens, mesmo que raramente, também podem ser acometidos pelo câncer de mama, e representam 1% do total de casos da doença.

Os primeiros sintomas

Os sintomas aparentes podem variar de acordo com cada paciente, mas alguns padrões já podem ser observados, de acordo com o mastologista, logo no início: um nódulo na mama, uma retração na área do mamilo ou uma descarga papilar, que é a saída de secreção pela papila mamária. Ao primeiro sinal observado, o paciente deve comparecer à uma consulta médica especializada para fazer a avaliação completa. Além disso, é muito importante manter, principalmente após os 40 anos, uma rotina de exames anuais. “Pode ser por meio de uma mamografia, ultrassonografia ou ressonância magnética, mas é mais do que fundamental acompanhar o cenário constantemente e assegurar o diagnóstico precoce, caso alguma inconsistência seja encontrada”, afirma o especialista.

A importância do diagnóstico precoce e tratamento

Agora que você já sabe que é importante estar atento aos sintomas iniciais, vamos falar sobre como essa observação pode mudar o rumo de uma vida. Um câncer de mama, se diagnosticado precocemente tem cerca de 95% de chance de cura, de acordo com uma matéria veiculada pelo G1. Se diagnosticado sem antecedência, essa chance diminui para 50% ou menos. “Quanto antes, melhor. Muitas vezes, não existe nem a necessidade de quimioterapia ou retirada completa da mama. O diagnóstico precoce permite tratar o tumor, na maioria das vezes benigno, antes de se tornar algo maior e se espalhar pelo corpo, e isso afeta diretamente a escolha do melhor tratamento”, comenta o médico cooperado. Vale ressaltar que o tratamento adequado é aquele individualmente escolhido e avaliado pelo médico especialista, podendo ser uma cirurgia, quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia ou anticorpos monoclonais.

Como se prevenir

De acordo com o Dr. Cícero, assim como diversas outras doenças, a prevenção do câncer de mama também envolve a prática de hábitos saudáveis diariamente. Alguns dos fatores de risco podem ser combatidos com uma rotina equilibrada e saudável, como a prática recorrente e moderada de atividades físicas, alimentação balanceada e adequada e consumo moderado de bebidas alcoólicas. Além disso, o câncer também pode estar liado a questões hormonais, como não ter filhos, primeira gravidez após os 30 anos, uso de métodos contraceptivos, entre outros. Por isso, é fundamental estar sempre atento a esses fatores para evitar doenças e melhorar a qualidade de vida e bem-estar em todas as fases da vida.

Previous ArticleNext Article