Proteção solar é essencial no inverno

Unimed Curitiba – Conteúdo de Marca

mulher-com-roupas-de-frio-exposta-ao-sol

Apesar das temperaturas mais frias, é preciso ficar atento e proteger a sua pele

Estamos vivenciando um inverno muito rigoroso. Contudo, mesmo que o clima esteja muito frio, não quer dizer que devemos deixar de nos preocupar em tomar cuidado com o sol. Assim como no verão, os cuidados diários devem continuar sendo mantidos. Na coluna de hoje, a Unimed Curitiba conversou com a médica cooperada especialista em dermatologia Rossana Spoladore, que traz dicas importantes de proteção durante o inverno. Boa leitura!

Por que me proteger do sol no frio?

Não é novidade que a exposição solar sem proteção e por tempo prolongado é prejudicial à saúde. De acordo com a dermatologista, os principais riscos dessa exposição são a possibilidade de desenvolvimento de câncer de pele, assim como o envelhecimento, aparecimento de manchas escuras e manchas claras. “Isto acontece devido a radiação ultravioleta presente nos raios solares, que possui um efeito cumulativo na pele, podendo provocar alterações como aparecimento de manchas, pintas ou envelhecimento precoce, assim como o aparecimento de tumores benignos ou malignos, tais como o carcinoma basocelular, espinocelular ou o melanoma”, explica a médica.

Como escolher o protetor solar ideal

Para se proteger, é importante usar um protetor ou filtro solar com FPS (fator de proteção solar) 30 ou superior todos os dias, mesmo que esteja um clima nublado, em qualquer estação do ano. Protetor solar ou filtro solar são os produtos que têm como característica a capacidade de prevenir os males provocados pela exposição solar, assim como as queimaduras. Os protetores devem ter um amplo espectro de proteção, ou seja, oferecer uma boa absorção dos raios UVA e UVB e, além de boa resistência à água, serem cosmeticamente agradáveis, como, por exemplo, serem fáceis de espalhar e não irritarem a pele. “É importante saber que os filtros podem ser químicos ou físicos. Além do FPS, eles também devem ter o PPD, que mede a proteção UVA e deve ser de, no mínimo, a metade do FPS. Estas informações devem estar presentes no rótulo do produto”, completa.

Demais cuidados essenciais

Além do uso de protetor solar e sua reaplicação a cada 2 ou 3 horas, é importante lembrar que é preciso cuidado em relação ao horário de exposição ao sol, evitando os períodos em que a radiação ultravioleta é mais intensa. “O principal horário a ser evitado é próximo ao meio-dia, mas o ideal é não se expor ao sol por muito tempo entre as 10 e 16 horas”, afirma a especialista. Os melhores horários para aproveitar os raios solares são antes das 11 horas e depois das 17.

Mas você também pode proteger sua pele de mais formas. Procure usar roupas adequadas (alguns tecidos, inclusive, têm proteção UV), chapéu e óculos, mantenha uma dieta saudável rica em frutas e verduras, hidrate e limpe sua pele constantemente, ingira a quantidade de água adequada todos os dias e evite banhos quentes e demorados. A sua pele agradece!

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="777731" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]