Você sabe como manter a sua voz saudável?

Unimed Curitiba – Conteúdo de Marca


Nossas vidas mudaram totalmente depois do início da pandemia do novo coronavírus. As reuniões se tornaram remotas, os encontros com familiares e as saídas com os amigos viraram ligações por vídeo e tudo termina em uma transmissão ao vivo. Em meio a essas mudanças, a comunicação tornou-se mais essencial do que nunca e precisamos redobrar o cuidado com a nossa saúde vocal. A voz está presente em todos os momentos de nossas vidas e é mais do que necessário cuidar dela para ter qualidade e eficácia na voz e aprimorar a forma de falar. Mas, você sabe como manter a sua voz saudável?

Para te auxiliar, a Unimed Curitiba lançou o primeiro vídeo da série “Movimento em prol da saúde” em que a fonoaudióloga laboral Karen Simone Schuhli Ribas comenta sobre a importância desse cuidado e compartilha dicas práticas, como:

  1. Mantenha o trato vocal hidratado: antes de tudo, é necessário manter-se hidratado para realizar diversas atividades e exercícios físicos: e com a voz não é diferente. Lembre-se de tomar, no mínimo, dois litros de água por dia para manter a laringe lubrificada e, consequentemente, forçar menos a voz.
  2. Realize exercícios de aquecimento vocal: assim como precisamos nos alongar antes de praticar atividades físicas, a voz também precisa de um aquecimento muscular para que não se sobrecarregue. Esse aquecimento varia de acordo com cada pessoa e pode ser de mais a menos intenso.
  3. Flexibilize a sua voz quanto ao tom, velocidade e intensidade: é sempre necessário compreender a melhor forma de se comunicar para garantir que as pessoas que te ouvem recebam a mensagem corretamente. Por isso, encontre e ajuste a velocidade ideal para cada momento da sua fala. Procure falar em um ritmo moderado, sem demonstrar nervosismo ao falar muito rápido e sem expressar desinteresse ou desviar a atenção do receptor ao falar muito devagar. Além disso, procure não manter a sua voz em apenas um único tom para não parecer entediante e monótono. Perceba o seu interlocutor e projete a sua voz para garantir a atenção dele. Por último, mas não menos importante, mantenha o equilíbrio com a intensidade da sua voz. Não eleve o tom para demonstrar afronta ou ofensa, mas também não fale muito baixo para não dificultar o entendimento e expressar insegurança ou desânimo.

“A voz é um elemento extremamente fundamental para se comunicar com qualquer público em qualquer ambiente, seja ele corporativo, domiciliar ou até mesmo mais informal. Por isso, seguir essas dicas é essencial para garantir que os receptores estão ouvindo atentamente e compreendendo a mensagem a ser passada da melhor forma possível”, afirma.

Assista ao vídeo, publicado no canal do YouTube da cooperativa, faça os exercícios e siga as dicas ao ler textos em voz alta, modulando sua voz e alternando a velocidade e intensidade de acordo com cada trecho. “Dessa forma, além de gerar autoconhecimento, você aprenderá como articular bem e saberá certamente como entender o seu público e falar diretamente com ele quando for preciso”, recomenda a fonoaudióloga.

Cuide da sua voz. Ela é a sua identidade!

 

 

Previous ArticleNext Article