Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Centenas de celulares são furtados durante festival sertanejo em Curitiba

Com CBN e BandNews CuritibaCentenas de pessoas tiveram celulares e objetos pessoais furtados durante um festival de músi..

Mariana Ohde - 07 de novembro de 2016, 10:15

Com CBN e BandNews Curitiba

Centenas de pessoas tiveram celulares e objetos pessoais furtados durante um festival de música sertaneja em Curitiba neste sábado (5). O "arrastão" aconteceu durante o o  Festeja Curitiba, no BioParque. De acordo com as vítimas, uma quadrilha simulava brigas e confusões para pegar os objetos sem que as pessoas percebessem. A estimativa é a de que mais de 400 pessoas tenham sido vítimas dos ladrões.

Os crimes aconteceram na pista do evento, mas também em áreas de camarote ou de backstage, onde os ingressos custavam até R$ 700.

A advogada Fernanda Agottani teve o celular roubado. Ela tinha comprado o aparelho no dia anterior.  "Eu estava com a bolsa no corpo, embaixo do meu colete, e o tempo inteiro eu estava com a mão porque eu já tinha ouvido pessoas falando que estavam furtando celulares, levando carteiras", conta.conversa celular

A advogada disse que, depois do furto, tentou acessar redes sociais do computador de casa. Mas, para a surpresa dela, os dados tinham sido alterados. Ela conseguiu conversar com um dos criminosos pelo perfil de uma amiga no Facebook. "A pessoa tirou o chip do meu celular, colocou em outro e conseguiu acessar o Facebook para trocar a senha", conta.

A advogada disse que ofereceu R$ 1.500 para ter o aparelho de volta, mas os criminosos não aceitaram. Eles pediram um depósito, que a advogada negou por falta de garantias da devolução do aparelho.

Já a jornalista Camila Sampaio teve um Iphone 5 levado pelo grupo. Ela só percebeu o sumiço do aparelho um tempo depois. "Eu sentia que a bolsa estava pesada, o celular deixava a bolsa pesada. Passou um tempo, fui comprar uma cerveja e fui ao banheiro. Quando voltei, percebi que a bolsa estava leve, mas ela estava fechada, é de botão. Quando abri, pronto: cadê meu celular?", conta.

Denúncias

Por causa do arrastão, houve fila para o registro dos Boletins de Ocorrência no Centro Integrado de Atendimento ao Cidadão da Policia Civil, no bairro do Portão. A polícia Civil está investigando o caso. A Polícia Civil ainda faz um levantamento do número total de registros e diz que os B.O’s serão encaminhados à Delegacia de Furtos e Roubos, responsável pela investigação.

Nas páginas do evento no Facebook, várias vítimas relatam que tiveram seus pertences levados e que alguns celulares foram parar em estados distantes, como a Bahia. Um grupo chegou a criar a página Festeja Curitiba - O maior arrastão sertanejo do Brasil. Algumas das vítimas estão se mobilizando, através da página do evento, para entrar com uma ação judicial contra os organizadores.

Em julho, em outra edição do evento, um homem foi preso com mais de 30 celulares roubados.

A Like Entretenimento, responsável pela organização, ainda não se pronunciou.