Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Em primeiro protesto, motoristas do Uber pedem mudanças nas regras da empresa

Com Narley ResendeUm grupo de motoristas do aplicativo de caronas pagas Uber se reuniu na tarde desta sexta-feira (13) n..

Fernando Garcel - 13 de janeiro de 2017, 16:46

Com Narley Resende

Um grupo de motoristas do aplicativo de caronas pagas Uber se reuniu na tarde desta sexta-feira (13) no estacionamento do Parque Barigui, em Curitiba, para exigir mudanças na relação de trabalho com a empresa. A intenção do encontro foi chamar atenção e causar prejuízo a empresa.

Uber começa a operar em Maringá nesta sexta-feira

Taxista é preso após briga com motorista do Uber na rodoviária de Curitiba

Os profissionais pedem que a taxa cobrada dos motoristas pela empresa seja reduzida. Atualmente, a taxa é de 25% do valor da corrida. De acordo com Moaa Celine Wojcik, motorista do Uber desde julho de 2016, os motoristas receberam a informações que o Uber aumentou a taxa de 25% para 30% no Rio Grande do Sul. "A ideia inicial dessa manifestação é para que não seja aumentado da mesma forma com que foi feito no Rio Grande do Sul. Nós, motoristas, corremos riscos a noite e geralmente não temos o apoio necessário. Foi liberado o pagamento com dinheiro e isso aumenta os riscos dos motoristas também", diz.

O protesto também pede que o número de motoristas que entram no serviço seja regulado para evitar inchaço no mercado. Além disso, os motoristas parceiros do Uber pedem a regulamentação do serviço em Curtiiba para permitir que o trabalho seja realizado sem conflito com taxistas.

> Câmara cria comissão especial para analisar regulamentação do Uber

Outros protestos devem acontecer em outras cidades do país nos próximos dias. Uma manifestação unificada deve acontecer no dia 10 de fevereiro.