Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Em véspera de Ano Novo, a crise não deve afetar mercado de fogos de artifício

Com BandNews FM CuritibaAs empresas que vendem fogos de artificio em Curitiba não sentiram os efeitos da crise e devem t..

Julie Gelenski - 30 de dezembro de 2016, 16:25

Com BandNews FM Curitiba

As empresas que vendem fogos de artificio em Curitiba não sentiram os efeitos da crise e devem ter a mesma procura dos anos anteriores. Pelo menos essa é a expectativa do setor. Uma das lojas mais tradicionais de Curitiba, com atuação na cidade há 75 anos, teve bastante movimento durante toda a semana.

Segundo o dono da empresa, Leandro Lanza, muitas pessoas deixaram para comprar na última hora e a maior procura foi nessa sexta-feira (30). A maior busca é por produtos de até cem reais.

Para quem nunca comprou e quer passar a virada com fogos de artifício precisa ficar atento aos diversos tipos de modelos que existem. "Os tradicionais são os de tiro, aí a gente tem muita variedade de cor, são vários efeitos visuais muitas cores a gente tem aqui".Explica Lanza, que preparou o estoque para atender a demanda.

Muitas pessoas também compram fogos de artificio para levar para a virada do ano no litoral. Mesmo com a grande procura é preciso tomar alguns cuidados para não ter problemas com os fogos de artificio.

"A primeira coisa é procurar uma casa especializada de fogos, porque aí você vai saber que a procedência é boa. E é importante também não estar alcoolizado, porque aqui na loja, a gente explica para cada cliente, como soltar cada item, mas se você tiver alcoolizado, você não vai ter o discernimento correto do que foi explicado na hora da venda". Alerta o empresário.

No Réveillon passado foram 40 pessoas que se feriram com os fogos apenas em Curitiba.