Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Fundação Cultural de Curitiba completa 44 anos com mais de 700 espaços pela cidade

Criada em 5 de janeiro de 1973, a Fundação Cultural de Curitiba (FCC) completa 44 anos em 2017. Nascida do processo de t..

Redação - 05 de janeiro de 2017, 18:02

Criada em 5 de janeiro de 1973, a Fundação Cultural de Curitiba (FCC) completa 44 anos em 2017. Nascida do processo de transformações urbanas vivenciado pela capital paranaense nas décadas de 1960 e 1970, a organização desenvolve políticas de preservação da cultura e da história da cidade.

A definição do Setor Histórico, a criação do Centro de Criatividade de Curitiba e a inauguração do Teatro do Paiol, no início dos anos 70, contribuíram para amadurecer a proposta de um órgão municipal específico para gerenciar a as atividades culturais – até então, a cargo do Departamento de Relações Públicas e Promoções da Prefeitura.

Na tarde desta quinta-feira, o presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Maurício Appel, reuniu e parabenizou todos os colaboradores pelo aniversário da instituição. Na oportunidade Appel lembrou que participa das atividades da fundação desde os nove anos de idade. Ele enalteceu o lado cultural do prefeito Rafael Greca. “Rafael Greca começou na Casa da Memória. É o prefeito da Cultura”. O presidente da Fundação pediu aos colaboradores o apoio para que a Fundação Cultural volte a ser orgulho de todos e salientou que os servidores são de vital importância e que fará uma gestão participativa.

Entre os espaços culturais mais conhecidos estão o Teatro Paiol, a Casa Romário Martins, a Cinemateca de Curitiba, o Teatro Universitário de Curitiba e o Circo Chic-Chic, o Solar do Barão, a Casa da Memória, a Gibiteca, o Memorial de Curitiba e mais de 700 espaços alternativos espalhados pela cidade. Tamanha rede, demanda de uma estrutura funcional, de logística e manutenção de grande porte.

A FCC também realiza ou apóia os principais eventos culturais da cidade, como a Oficina de Música (desde 1983), o Festival de Curitiba, o Carnaval, o Aniversário da Cidade e, mais recentemente a Corrente Cultural e a Gibicon.