Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Internado, Greca passa por exames para acompanhar evolução de embolia

Mariana Ohde e Narley Resende Internado desde esta segunda-feira (2) por causa de uma tromboembolia pulmonar, o prefeito..

Mariana Ohde - 03 de janeiro de 2017, 06:59

Mariana Ohde e Narley Resende

Internado desde esta segunda-feira (2) por causa de uma tromboembolia pulmonar, o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), deve passar por exames ao longo do dia para acompanhamento da evolução de uma tromboembolia pulmonar, um coágulo que desprendeu-se e alojou-se no pulmão. O prefeito está no Hospital Marcelino Champagnat, em um quarto equipado com os recursos de uma Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Em boletim publicado às 9h desta terça-feira (3), a assessoria do prefeito informou que Greca vai passar por exames ao longo do dia. "O quadro de saúde do prefeito Rafael Greca manteve-se estável nas últimas 12 horas. Houve melhora dos sintomas respiratórios. Ele passou bem a noite. A previsão para as próximas horas é de realização de exames para acompanhamento da evolução da doença que até o momento é favorável. O próximo boletim será divulgado às 17h00", diz a nota.

Segundo o cardiologista José Eduardo Marquesine, que o atendeu, o caso não é grave e a expectativa é de que o prefeito passe de dois até três dias em observação, medicado. “Seria um caso grave se ele não tivesse procurado o atendimento na hora. Agora ele já foi diagnosticado, Se deixasse passar poderia ser grave, mas agora da forma em que ele está, não vejo risco”, afirmou.

Internamento

O tratamento será clínico e sem cirurgias, na base de repouso e medicamentos. Greca não está na UTI, mas permanece em um quarto sob constante observação e com uma equipe médica pronta a atuar em caso de emergência.

O médico disse ainda que a tromboembolia pulmonar diagnosticada ontem é diferente do problema que ele teve no sábado, antes da posse. Ainda segundo Marquesine, os dois problemas não têm relação com o excesso de peso do prefeito. “A causa não tem a ver com peso, é um trombo (coágulo), que se deslocou e se alojou no pulmão”, disse.

Também de acordo com o médico, Greca não sofre de nenhuma doença crônica. “O prefeito é um paciente muito bem cuidado e não tem nenhum fator de risco”, disse.

Mensagem

Na manhã desta terça, Greca enviou novo áudio para dizer que está bem.

Em outra áudio, Greca disse que precisava de um "pequeno descanso". "Alô, meus amigos curitibanos. Quem fala é o Rafael Greca. Eu estou bem. Sendo bem tratado e medicado. Em breve, estaremos juntos, seja na nossa prefeitura, nas ruas de cidadania ou nas ruas de Curitiba. Vou fazer direito o meu ofício de prefeito. Preciso só de um pequeno descanso", disse Greca no áudio.

A prefeitura, em nota, garantiu que Greca continuará suas atividades e que não será necessário que seu vice, Eduardo Pimentel, assuma o cargo.

"O prefeito de Curitiba, Rafael Greca, continua realizando seu trabalho durante o internamento para tratar a Tromboembolia Pulmonar diagnosticada nesta segunda-feira, 2. Ele prossegue em observação em um quarto do Hospital Marcelino Champagnat, não sendo necessária a transferência do cargo ao vice-prefeito, Eduardo Pimentel. O quadro de saúde do prefeito é estável.

Em exames complementares, foi diagnosticada a tromboembolia – presença de um coágulo de sangue que se aloja em vasos, sem lesão para o pulmão. A equipe médica que atende o prefeito optou por mantê-lo no hospital para ministrar medicação apropriada até que o quadro clínico volte ao normal."

A previsão é de que Rafael Greca permaneça internado de um a dois dias, até que o quadro clínico volte ao normal. A equipe médica que atende o prefeito optou por mantê-lo no internado para um tratamento com uma medicação apropriada que serve para dissolver o coágulo. Não é necessário nenhum tipo de cirurgia.

> Greca anuncia um Big Brother na prefeitura de Curitiba

> Na posse de Greca, Richa anuncia R$ 60 milhões para Curitiba