Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Multas por velocidade crescem 27% em Curitiba

Curitiba teve uma média de 3.195 multas por dia no ano passado, um crescimento de 12,88% em comparação a 2015. Ao todo f..

Narley Resende - 18 de janeiro de 2017, 08:46

Curitiba teve uma média de 3.195 multas por dia no ano passado, um crescimento de 12,88% em comparação a 2015. Ao todo foram 1.166.274 infrações registradas nas ruas da capital sem contar as rodovias federais.

Segundo levantamento do Detran-PR solicitado pelo Metro Jornal, novamente o excesso de velocidade em até 20% foi a principal causa das multas. O crescimento, no entanto, foi bem superior à média total: de 27,85%, passando de 250 mil para 320 mil.

Considerando as outras categorias de multa por excesso de velocidade (entre 20% e 50% e mais de 50%), foram 356.252 infrações em 2016 contra 280.041 em 2015, um aumento de 27,21%.

De acordo com o novo Superintendente Municipal de Trânsito (a Setran deixou de ser uma secretaria), João Francisco dos Santos Neto, o crescimento expressivo se deu na área central da cidade. “Já verifiquei dados e esse aumento bastante significativo foi pela mudança de alguns radares para a Área Calma. Baixou neste ano”, comentou Francisco.

Segundo o superintendente, a atual equipe da Setran está dialogando com a anterior para ver as melhorias que aconteceram na região, além do aumento das infra- ções. “A ideia não é acabar não”, sustentou

A antiga gestão da prefeitura apontou queda de 24,21% no total de acidentes quando o projeto completou um ano em relação ao período anterior, sem a ‘calmaria’ – ambos tiveram duas ví- timas fatais. As infrações na área também já apresentavam queda de 50% em 2016: de 18 mil no pico, em janeiro, para 9 mil no início do segundo semestre.

Políticas

Ainda estudando o cenário da mobilidade na capital com outras secretarias, como a Urbs, Francisco adiantou algumas das medidas que serão adotadas pela nova gestão. Uma delas será a permissão do uso das faixas exclusivas de ônibus para táxis mesmo sem passageiros – hoje vale apenas para táxis ocupados. A outra será a mudança do foco nos trabalhos: saem os ciclistas e entram os pedestres.

Multas