Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Reunião define ajustes na Zombie Walk e Cage fará nova análise sobre liberação do evento

Com informações de Tabata ViapianaO prefeito Rafael Greca (PMN) negou que a Zombie Walk tenha sido cancelada, como infor..

Fernando Garcel - 22 de fevereiro de 2017, 14:57

Com informações de Tabata Viapiana

O prefeito Rafael Greca (PMN) negou que a Zombie Walk tenha sido cancelada, como informou a organização do evento nesta terça-feira (22). Pelo Facebook, Greca disse que é fã marcha e garantiu que o desfile está mantido para a manhã de domingo de Carnaval. O evento, no entanto, ainda não está garantido. A realização da Zombie Walk ainda depende de aprovação da Comissão Permanente de Análise de Eventos de Grande Porte (CAGE).

> Zombie Walk é cancelada por problemas com a Prefeitura

> Greca e Fundação Cultural negam cancelamento de Zombie Walk

Para conseguir a liberação junto à Comissão, representantes da Fundação Cultural de Curitiba e da organização da marcha se reuniram com o objetivo de ajustar e melhorar o formato da Zombie Walk, de acordo com o diretor de ação cultural da Fundação Cultural de Curitiba, Beto Lanza, era ajustar e melhorar o formato da Zombie Walk. "Nós estamos redimensionando o evento e corrigindo algumas questões relacionadas a trajeto, limpeza, segurança e trânsito. Na sequencia esses ajustes serão renegociados com a CAGE para que o evento tenha regularidade e estrutura pública", declarou Lanza.

Um dos ajustes discutidos na reunião é o trajeto da marcha. A dispersão do público, inicialmente, seria na praça Nossa Senhora de Salete. Como há outro evento previsto para o mesmo local no domingo, a Zombie Walk deve terminar na praça 19 de Dezembro. Questões de limpeza, segurança, trânsito e infraestrutura também foram debatidas. Beto Lanza acredita que as mudanças farão com que a Comissão autorize a Zombie Walk.

"A probabilidade é bem grande que no domingo, ao meio-dia, a marcha siga como sempre foi. Esse é o nosso foco estratégico aqui... Fazer essa mediação para que tudo termine bem e que o evento siga correto e em paz, como sempre foi, com o apoio institucional da Fundação Cultural", disse o diretor.

Cancelamento

A informação sobre o cancelamento foi divulgada na página do evento no Facebook. Em nota, os responsáveis pelo desfile disseram que não conseguiram a autorização necessária junto à Comissão. Com os ajustes acertados nesta quarta-feira, a CAGE deve analisar novamente a situação da Zombie Walk.

Agora, com apoio do poder público, os organizadores estão otimistas que o evento sairá do papel, disse Docca Soares, um dos responsáveis pela marcha. "As entidades estavam atuando de forma isolada. Hoje começam os esforços de forma integrada para solucionar as questões que ainda estão pendentes", disse Soares.