Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Urbs negocia com empresas troca de ônibus já vencidos

Brunno Brugnolo, Metro Jornal Curitiba O já esperado aumento da passagem de ônibus foi anunciado na sexta-feira e a part..

Narley Resende - 06 de fevereiro de 2017, 08:48

Brunno Brugnolo, Metro Jornal Curitiba

O já esperado aumento da passagem de ônibus foi anunciado na sexta-feira e a partir de hoje o usuário vai precisar desembolsar R$ 4,25 para cada viagem na capital paranaense.

Segundo a prefeitura, o expressivo reajuste – que dá a Curitiba hoje a tarifa mais cara do país – ‘é necessário para recompor o equilíbrio econômico-financeiro do sistema de transporte público e permite a retomada de investimentos que tragam melhorias para os passageiros’.

Entre as melhorias, a prefeitura espera trocar neste ano todos os ônibus com prazo de contratual vencido até o ano passado. Dados da antiga gestão da Urbs fornecidos ao Metro Jornal apontavam que esse número era de cerca de 400 ônibus, mas o órgão afirmou que são 270 vencidos, mais de 20% da atual frota operante de 1.290 veículos – a vida útil dos ônibus é de 10 anos.

A Urbs tem a previsão de renovação destes 270 ônibus para ‘atender os critérios contratuais’, mas isto depende de um acordo com os empresários do sistema. Apesar da passagem já ter sido anunciada, a prefeitura ainda não definiu o valor da tarifa técnica – dinheiro que é repassado as empresas.

Até o dia 26 deste mês as empresas vão continuar recebendo R$ 3,66 por passageiro pagante (o atual valor da tarifa técnica).

Na semana passada, o Setransp (Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) disse que seriam necessários pelo menos R$ 4,57, mas este valor foi rechaçado pela prefeitura e a tarifa das empresas deve mesmo ficar próxima dos R$ 4,25 do passageiro.

TarifaO Setransp informou que pelo fato de alguns itens ainda não estarem fechados, como o reajuste do salário de motoristas e cobradores, cujo peso na planilha de custo gira em torno de 50%, e a programação de serviço (viagens a serem realizadas), não é possível falar sobre um valor definitivo da tarifa técnica e consequentemente em números sobre a renovação da frota. Nem quando os novos veí- culos vão estar rodando nas ruas.

O Setransp informou que pelo fato de alguns itens ainda não estarem fechados, como o reajuste do salário de motoristas e cobradores, cujo peso na planilha de custo gira em torno de 50%, e a programação de serviço (viagens a serem realizadas), não é possível falar sobre um valor definitivo da tarifa técnica e consequentemente em números sobre a renovação da frota. Nem quando os novos veí- culos vão estar rodando nas ruas.

RMC

Também na sexta, a Comec anunciou o reajuste das tarifas na região metropolitana, que desde hoje variam entre R$ 4,25 e R$ 6,50.

Urbs garante o Ligeirão Norte-Sul

Embora ainda não se saiba quantos ônibus de fato serão renovados neste ano, a prefeitura afirmou que o ônibus Ligeirão na linha Santa Cândida-Capão Raso vai entrar em operação em 2017.

Para isso serão comprados 24 veículos com capacidade para 250 passageiros e assim o tempo da viagem deve ser encurtado, pois serão menos paradas no trajeto.

As obras para a operação da linha já estão prontas há dois anos entre Santa Cândida e o Portão, mas faltavam os ônibus, que devem inicialmente operar neste trecho até a adaptação da via e de estações até o terminal do Capão Raso – agora o destino final do ligeirão.