Grande Curitiba e Litoral
Compartilhar

Denúncias de abuso em ônibus crescem em Curitiba

O número de denúncias de abuso sexual nos ônibus da capital paranaense cresceu 53,3% depois da criação da campanha Busão..

Mariana Ohde - 30 de novembro de 2016, 08:25

O número de denúncias de abuso sexual nos ônibus da capital paranaense cresceu 53,3% depois da criação da campanha Busão Sem Abuso, da Prefeitura de Curitiba, há dois anos. No período, foram registradas 141 denúncias - uma média de uma ocorrência a cada cinco dias.

Ao todo, 25 pessoas foram presas em flagrante. Somente neste ano, foram 15 prisões, 50% a mais do que em 2015.

De acordo com o inspetor Sicarlos Pereira Sampaio, do Centro de Operações de Defesa Social da Guarda Municipal, os números comprovam que a população está mais consciente da importância das denúncias. "A divulgação ajuda na conscientização das pessoas, para fazer essa reclamação, essa denúncia, e a solicitação dos órgãos competentes para encaminhar os infratores para a delegacia", explica.

Por meio do programa Busão Sem Abuso, também é feita a orientação sobre como identificar o abuso, como diferenciar a violência de um simples esbarrão ou contato físico dentro de um ônibus lotado e sobre como proceder para denunciar os casos.

Quando o fato acontece dentro do veículo em movimento, os policiais podem interceptar o ônibus no trajeto ou no ponto. Por isso, o inspetor Sicarlos explica que é importante fornecer detalhes da ocorrência, como o nome da linha do ônibus, o sentido, trajeto do coletivo e horário. "A gente já vai direto para a situação e faz a abordagem", afirma.

Em uma situação de abuso, seja dentro dos ônibus, nos pontos ou nas estações-tubo, qualquer pessoa pode ligar diretamente para o telefone 153 da Guarda Municipal ou para o 190 da Polícia Militar.