camara municipal
Compartilhar

Bispo proíbe uso da Catedral de Curitiba para vigília de movimentos pró-Lula

Repórter Ana Krüger da CBN CuritibaO bispo Dom José Antônio Peruzzo divulgou uma nota, em nome da Arquidiocese de..

Andreza Rossini - 09 de maio de 2017, 11:11

Repórter Ana Krüger da CBN Curitiba

O bispo Dom José Antônio Peruzzo divulgou uma nota, em nome da Arquidiocese de Curitiba, em que esclarece que a entidade não vai disponibilizar a Catedral ou outras instalações para a realização de uma vigília ecumênica prevista para a noite desta terça-feira (9).

O ato faz parte da programação da Frente Brasil Popular, que inclui vários movimentos sociais que vêm à Curitiba apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. A vigília inter-religiosa pela Democracia e pelos direitos dos trabalhadores deve acontecer das 19h às 21h, de acordo com o movimento, no entanto, não terá o apoio da arquidiocese da capital.

De acordo com Peruzzo, no mês passado o Movimento Ecumênico de Curitiba foi procurado para a realização da vigília. A organização do Ato não seria da Arquidiocese e participariam representantes de Igrejas Cristãs e outras religiões presentes em Curitiba.

Segundo o bispo, o depoimento de Lula ao juiz Sergio Moro, no âmbito da Operação Lava Jato, apesar de ser uma audiência natural do processo, se revestiu de grandes polarizações e tensões político-partidárias.

Dom Peruzzo afirma que, um ato que originalmente seria algo inter-religioso orientado à promoção da paz e do sadio convívio entre as diferenças, pode terminar em conflitos.

Para manter um ambiente tranquilo e evitar possíveis tumultos, a arquidiocese decidiu deixar a Catedral, e toda a entidade, de fora da programação de manifestações.

Leia a carta na íntegra:

carta_CATEDRAL

Confira a programação do movimento: 

WhatsApp Image 2017-05-09 at 08.53.35