Motorista esquece o BO, tem carro guinchado após furto, e precisa arcar com os custos

Angelo Sfair - BandNews FM Curitiba e Redação

Um homem que teve o carro furtado e depois guinchado — porque os ladrões estacionaram em local proibido — reclama que precisou pagar quase R$ 2,5 mil para recuperar o veículo. Segundo a vítima, ele só soube que o carro havia sido confiscado quando foi notificado de que bem poderia ser leiloado. Para evitar o prejuízo maior ele pagou as taxas e as diárias cobradas pela Superintendência de Trânsito, e agora vai buscar na Justiça o ressarcimento dos gastos.

O caso, apesar de inusitado, não é inédito. O problema foi que a vítima não acionou a Polícia Militar para fazer a denúncia do furto. E o Boletim de Ocorrência na Polícia Civil foi feito no dia seguinte, quando o carro já havia sido guinchado.

O delegado Erick Tutia Guedes, titular da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), orienta os motoristas a acionarem primeiro a Polícia Militar. Essa é a forma mais rápida de realizar o “alerta” de roubo. “Logo que o carro for furtado faça este alerta pelo 190 e ali a pessoa ganha 24 horas para fazer o BO na delegacia. É importante que seja o proprietário e que tenha todos os dados do veículo para que seja colocado o alerta d.e furto no sistema.”

O alerta de roubo é fundamental para evitar situações como a que foi registrada. De acordo com a Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito de Curitiba (Setran),  o cidadão não passaria por essa ‘dor de cabeça’. Isso porque veículos com alerta de furto ou roubo não são levados para o pátio do município, a fiscalização entra informa com a polícia que toma as devidas providências.


A remoção do carro em questão aconteceu no dia 20 de março, às 14h36, na Rua Rockfeller, no bairro Rebouças. Treze minutos mais tarde, às 14h49, a Setran comunicou a Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos. O Boletim de Ocorrência só foi realizado no final da tarde daquele dia.

O motorista deve entrar na Justiça para evitar o pagamento das diárias pelo período em que o carro ficou no pátio da Setran e da multa por estacionar em local proibido.

Post anteriorPróximo post
Comentários de Facebook