Linhas de ônibus serão reforçadas para a volta às aulas em Curitiba

Redação

ônibus expresso de Curitiba

As linhas de ônibus que circulam por Curitiba terão reforço na operação para o retorno das aulas presenciais, que retornam na quinta-feira (18) na rede municipal de ensino. A prefeitura da capital, ainda, divulgou nesta terça (16) um protocolo para a área de educação durante a pandemia da Covid-19.

Todos os ônibus expressos irão operar com 100% da disponibilidade nos horários de pico, considerados como o período da manhã, o início e o final da tarde. Além disso, 19 linhas terão reforço para atender aos passageiros que, segundo a Urbanização de Curitiba (Urbs), vão conter de dois a três mil estudantes que voltarão a utilizar o transporte público da capital paranaense.

A Urbs também recomenda que os estudantes saiam mais cedo de casa para o deslocamento até a escola, pois a determinação ainda é que os ônibus circulem com 70% da capacidade.

As linhas expressas que ainda não circulam com 100% da frota vão operar nesse esquema a partir no dia 18 de fevereiro, são elas:

  • Ligeirão Boqueirão;
  • Boqueirão;
  • Circular sul;
  • Pinheirinho.

Também terão reforços as linhas:

  • Interbairros IV;
  • Interbairros V;
  • Interbairros II;
  • Inter II;
  • Pinheirinho/Cabral.

Confira as linhas alimentadoras que terão reforço na operação para a volta das aulas presenciais:

  • Cotolengo;
  • Vila Velha;
  • Caiua;
  • Mário Jorge;
  • Alto Boqueirão;
  • Montana;
  • Reforço Tuiuti;
  • Cabral-Osório;
  • Colina Verde.

O cartão estudante volta a funcionar com o retorno das atividades nas escolas. Quem tem direito ao benefício são estudantes matriculados nos ensinos fundamental, médio, técnico ou superior, com dois vales por dia ao custo de 50% da tarifa atual, que custa R$ 4,50.

PREFEITURA DIVULGA PROTOCOLO PARA O RETORNO DOS ESTUDANTES

A prefeitura de Curitiba divulgou um protocolo para o retorno dos estudantes da rede municipal de ensino, que foi elaborado por integrantes de diversos segmentos e validado pela Secretaria Municipal de Saúde.

Entre as determinações, o documento informa sobre o uso de máscara e álcool em gel, aferição de temperatura, interdição de bebedouros coletivos e horários escalonados para intervalo. A recomendação, ainda, é que cada estudante leve para a escola uma garrafa de água, que pode ser abastecida na instituição.

Segundo a prefeitura, equipamentos e produtos de limpeza, como tapetes sanitizantes, totens e frascos de álcool em gel e máscaras já foram adquiridos pela Secretaria da Educação e distribuídos às unidades.

A ocupação máxima será de 50% da capacidade, com os alunos e alunas divididos em grupos. Caso haja confirmação de um caso de Covid-19, a equipe ficará em isolamento.

Um protocolo divulgado pela Urbs em janeiro determinava que o transporte escolar operasse com 70% da capacidade máxima, porém agora a empresa alterou para 50%, conforme recomendação da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa).

Veja a íntegra do protocolo aqui

Previous ArticleNext Article