Passageira e 12 funcionários de companhia aérea são encaminhados à delegacia suspeitos de tráfico de drogas

Simone Giacometti


Um ação integrada realizada neste domingo (3) pela Polícia Federal  e  Receita Federal no Aeroporto de Foz do Iguaçu, resultou na prisão de uma passageira com 2 kg de cocaína que seguia para Maceió fazendo conexão em Guarulhos.  A passageira passou pelo canal de inspeção da Receita Federal e despertou suspeita, sendo encaminhada para revista pessoal e inspeção no escanner corporal , mas nada foi encontrado em seu corpo, nem em suas bagagens.

Durante a entrevista feita pelos policiais e servidores da Receita, a jovem entrou em contradição e passou a ser monitorada para verificação se receberia outros volumes de terceiros.  Fez o check-in e se encaminhou para o embarque.  Em seguida, a equipe foi ao porão da aeronave e localizou a mala da passageira para uma nova inspeção, encontrando o entorpecente no interior da bagagem.

A partir desse fato, os policias desconfiaram que a droga foi introduzida na mala por algum funcionário da empresa aérea, em algum momento do embarque,  seja na triagem, na rampa ou no porão da aeronave.  Retirada do vôo, a passageira confessou que receberia R$1.500 reais para levar a mala até Maceió e entregá-la a um desconhecido.  No entanto, não revelou quem seria seu contato em Foz do Iguaçu.

A jovem de 22 anos, residente em Foz do Iguaçu, e 12 funcionários que tiveram contato com a bagagem, foram conduzidos para a Delegacia de Polícia Federal para lavratura do flagrante.  Somente a mulher foi autuada. Os demais suspeitos tiveram as credenciais recolhidas pela Infraero, mediante solicitação da Polícia Federal e aguardarão a conclusão das investigações em liberdade.

Com informações da Polícia Federal.

Previous ArticleNext Article