Destaque 2
Compartilhar

Pesquisa mostra desgaste da Lava Jato perante opinião pública

Pesquisa do Instituto Ipsos divulga nesta segunda-feira mostra que, apesar de ainda estar em alta perante a opinião Públ..

Roger Pereira - 03 de setembro de 2018, 17:29

RIO DE JANEIRO,RJ,15.05.2018:OPERAÇÃO-CONTRA-LAVAGEM-DINHEIRO-TRÁFICO-DROGAS - Movimentação na sede da Polícia Federal (PF), no Rio de Janeiro (RJ), após operação que prendeu nesta terça-feira (15), Carlos Alexandre de Souza Rocha, conhecido como Ceará, delator da Lava Jato. Outros investigados também foram presos na operação contra lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas. (Foto: jose lucena/Futura Press/Folhapress)
RIO DE JANEIRO,RJ,15.05.2018:OPERAÇÃO-CONTRA-LAVAGEM-DINHEIRO-TRÁFICO-DROGAS - Movimentação na sede da Polícia Federal (PF), no Rio de Janeiro (RJ), após operação que prendeu nesta terça-feira (15), Carlos Alexandre de Souza Rocha, conhecido como Ceará, delator da Lava Jato. Outros investigados também foram presos na operação contra lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas. (Foto: jose lucena/Futura Press/Folhapress)

Pesquisa do Instituto Ipsos divulga nesta segunda-feira mostra que, apesar de ainda estar em alta perante a opinião Pública, a Operação Lava Jato, vem sofrendo com o desgaste ao longo do tempo e registrou, em agosto, os piores índices de aprovação desde que o instituto iniciou a série da levantamentos acerca da opinião do brasileiro sobre a operação, em janeiro de 2016.

O dado mais revelador da pesquisa de agosto é quanto à crença das pessoas sobre a imparcialidade da investigação. Questionadas se acham que a Lava Jato está investigando todos os partidos, apenas 46% dos entrevistados responderam que sim, enquanto 38% disseram que não e 16% não souberam opinar. É o menor índice da série de pesquisas.

Em janeiro de 2016, por exemplo, 66% dos entrevistados acreditavam que a investigação atingia todos os partidos, enquanto 18% responderam que não. O auge da confiança na imparcialidade da operação foi em junho de 2017, quando 74% dos entrevistados responderam sim a essa mesma pergunta. Outro número que chama a atenção é o empate entre as pessoas que concordam e que discordam que a Lava Jato acabará em pizza (41%). Em janeiro de 2016, 46% acreditavam que a operação acabaria em pizza. Já, em abril de 2017, 53% discordavam desta afirmação.

Também caiu bastante o número de pessoas que acredita que a Lava Jato vai fortalecer a democracia. Em maio de 2017, quando essa pergunta foi feita pela primeira vez pela Ipsos, 86% das pessoas responderam que sim. Agora, 69% acreditam nesta afirmação.

Apesar desses números em queda, a Operação Lava Jato segue sendo aprovada por ampla maioria da população brasileira. Segundo a Ipsos, 86% dos brasileiros defendem que a Operação continue com a investigação custe o que custar. Índice que iniciou em 90%, em janeiro de 2016 e chegou a 96% em janeiro de 2017. Para 63% dos entrevistados, a Lava Jato “pode ajudar a tranformar o Brasil em um país sério”; índice maior do que o registrado em janeiro de 2016 (53%), mas abaixo do ápice de popularidade da operação, em junho do ano passado (79%).

A Ipsos ouviu 1200 pessoas, em 72 municípios brasileiros, entre os dias 1º e 11 de agosto. A margem de erro é de três pontos percentuais.

Clique aqui e confira a íntegra da Pesquisa Ipsos