Pesquisa mostra desgaste da Lava Jato perante opinião pública

Roger Pereira

Operação Lava Jato - Polícia Federal

Pesquisa do Instituto Ipsos divulga nesta segunda-feira mostra que, apesar de ainda estar em alta perante a opinião Pública, a Operação Lava Jato, vem sofrendo com o desgaste ao longo do tempo e registrou, em agosto, os piores índices de aprovação desde que o instituto iniciou a série da levantamentos acerca da opinião do brasileiro sobre a operação, em janeiro de 2016.

O dado mais revelador da pesquisa de agosto é quanto à crença das pessoas sobre a imparcialidade da investigação. Questionadas se acham que a Lava Jato está investigando todos os partidos, apenas 46% dos entrevistados responderam que sim, enquanto 38% disseram que não e 16% não souberam opinar. É o menor índice da série de pesquisas.

Em janeiro de 2016, por exemplo, 66% dos entrevistados acreditavam que a investigação atingia todos os partidos, enquanto 18% responderam que não. O auge da confiança na imparcialidade da operação foi em junho de 2017, quando 74% dos entrevistados responderam sim a essa mesma pergunta. Outro número que chama a atenção é o empate entre as pessoas que concordam e que discordam que a Lava Jato acabará em pizza (41%). Em janeiro de 2016, 46% acreditavam que a operação acabaria em pizza. Já, em abril de 2017, 53% discordavam desta afirmação.

Também caiu bastante o número de pessoas que acredita que a Lava Jato vai fortalecer a democracia. Em maio de 2017, quando essa pergunta foi feita pela primeira vez pela Ipsos, 86% das pessoas responderam que sim. Agora, 69% acreditam nesta afirmação.

Apesar desses números em queda, a Operação Lava Jato segue sendo aprovada por ampla maioria da população brasileira. Segundo a Ipsos, 86% dos brasileiros defendem que a Operação continue com a investigação custe o que custar. Índice que iniciou em 90%, em janeiro de 2016 e chegou a 96% em janeiro de 2017. Para 63% dos entrevistados, a Lava Jato “pode ajudar a tranformar o Brasil em um país sério”; índice maior do que o registrado em janeiro de 2016 (53%), mas abaixo do ápice de popularidade da operação, em junho do ano passado (79%).

A Ipsos ouviu 1200 pessoas, em 72 municípios brasileiros, entre os dias 1º e 11 de agosto. A margem de erro é de três pontos percentuais.

Clique aqui e confira a íntegra da Pesquisa Ipsos

Previous ArticleNext Article
Repórter do Paraná Portal
[post_explorer post_id="550684" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]