Destaque 2
Compartilhar

Receita Federal mira em fraude de quitação de tributos. Prejuízos chegam a R$ 5 bi

Uma operação para desarticular uma organização criminosa especializada em cessão de supostos créditos para simular o pag..

Lorena Pelanda - 28 de setembro de 2018, 09:28

(Divulgação Receita Federal)
(Divulgação Receita Federal)

Uma operação para desarticular uma organização criminosa especializada em cessão de supostos créditos para simular o pagamento de tributos federais foi deflagrada nesta sexta-feira (28).

A ação, chamada de Fake Money, é da Receita Federal, em conjunto com a Polícia Federal e o Ministério Público Federal.

A Receita Federal estima que os prejuízos causados à arrecadação alcancem os R$ 5 bilhões. fraude envolveu cerca de 3 mil contribuintes.

Foram cumpridos 16 Mandados de Prisão Preventiva e 33 Mandados de Busca e Apreensão em Curitiba (PR), São José do Rio Preto (SP), Ribeirão Preto (SP), São Paulo (SP), Araraquara (SP), Piracicaba (SP), Barueri (SP), Osasco (SP), Descalvado (SP), Itapecirica da Serra (SP), Mirassolândia (SP) e Uberlândia (MG). A operação contou a com a participação de 74 auditores-fiscais e dois analistas-tributários da Receita Federal, além de equipe de apoio.

Além do principal mentor do esquema, foram presos empresários, advogados, economistas, consultores e contabilistas que atuavam como intermediários e operadores da fraude. Dentre os bens bloqueados pela Justiça, encontram-se recursos financeiros, imóveis e veículos.

A operação contou a com a participação de 83 servidores da Receita Federal, sendo 74 auditores-fiscais.

(Divulgação Receita Federal)

Nome da operação

O nome da operação faz alusão aos imprestáveis e falsos créditos negociados para tentativa de pagamento de tributos. Assim, tomando emprestado o moderno termo FAKE NEWS, relacionado à notícias falsas, adotou-se o termo FAKE MONEY para esses falsos pagamentos.