Tratamento para covid terá mais 40 leitos disponíveis na Lapa

Redação

Lapa, hospital regional

O Complexo Hospitalar do Trabalhador inicia, nesta quarta-feira (23), processo administrativo e estrutural do Hospital São Sebastião da Lapa, que vai liberar cerca de 40 leitos clínicos exclusivos para covid-19. As informações são da Agência Estadual de Notícias.

“Ao detectarmos a possibilidade imediata de abertura dos leitos acionamos o Complexo Hospitalar do Trabalhador para implementar no Hospital da Lapa todo conhecimento técnico e expertise profissional adquiridos ao longo desses 10 meses de enfrentamento da covid-19 administrando as unidades do HT, Hospital de Reabilitação e Hospital de Infectologia e Retaguarda Clínica Oswaldo Cruz, em Curitiba”, afirmou o secretário de Estado da Saúde , Beto Preto.

“A ideia é apoiar os servidores da unidade da Lapa no sentido de que eles também adquiram o conhecimento técnico para este enfrentamento o mais rápido possivel”, informou o diretor-superintendente do CHT, Geci Labres de Souza.

“Como o perfil do hospital São Sebastião é de média complexidade, os leitos acionados serão de enfermaria e já estão com as com estruturas prontas; e ainda contaremos com a retaguarda do Complexo Hospitalar do Trabalhador que hoje conta com 74 leitos de unidade de terapia intensiva na capital”, complementou o diretor.

Parceria agiliza ações contra covid

Diretores da Secretaria da Saúde e equipe técnica do CHT percorreram nesta terça-feira (22) as instalações do Hospital São Sebastião para início da avaliação estrutural, com a presença de profissionais da instituição.

“Esta parceria do CHT no Hospital da Lapa, que também é uma unidade do Estado, visa dar mais agilidade e resolutividade às ações de combate à Covid-19 na região Metropolitana ; estamos avaliando inclusive a possibilidade de equipar e abrir neste hospital uma ala de estabilização para atender eventuais casos de agravamento “, informou o chefe de gabinete da Secretaria da Saúde, Cesar Neves.

“A decisão de Secretaria, de buscar o apoio do CHT, é também uma medida para renovar e uniformizar processos gerenciais dentro da Saúde do Estado, que envolvem desde a compra de insumos, até fluxos de trabalho, metas assistenciais, e principalmente, benefícios aos usuários da rede pública”, disse o diretor de Gestão em Saúde da Sesa, Vinícius Filipak.

O Hospital Regional da Lapa de São Sebastião faz parte das unidades próprias do Estado e é referência para o tratamento da tuberculose. “É importante ressaltarmos que a medida em implantação aqui, estabelecendo parceria com o CHT, fortalecerá a referência do Hospital da Lapa para o tratamento de pacientes tísicos. Os usuários terão ampliação dos serviços ofertados pelo complexo que já administra o Hospital Oswaldo Cruz, também considerado modelo no tratamento de pacientes com tuberculose e HIV”, acrescentou o chefe de gabinete da Secretaria da Saúde, Cesar Neves.

 

Leia também: Mais três macacos morrem por febre amarela no Paraná

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="735679" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]