Moodys retira grau de investimento da Vale após rompimento de barragem

A agência de classificação de risco Moody's América Latina rebaixou de Baa3 para Ba1 o rating global da mineradora Vale,..

Folhapress - 27 de fevereiro de 2019, 19:51

Foto: Vale
Foto: Vale

A agência de classificação de risco Moody's América Latina rebaixou de Baa3 para Ba1 o rating global da mineradora Vale, pouco mais de um mês após o rompimento de uma barragem da companhia em Brumadinho (MG).

A empresa também teve retirado o seu grau de investimento.

Segundo a Moody's, o rebaixamento reflete a elevação dos riscos de crédito após o colapso da barragem de rejeitos, em 25 de janeiro, e as consideráveis incertezas associadas ao impacto total e implicações de longo prazo deste desastre social e ambiental sobre o perfil de crédito da Vale como um todo.

A agência cita também como motivo a exposição significativa a litígios e passivos financeiros que provavelmente persistirão pelos próximos anos.

"Embora a posição financeira robusta da Vale ofereça uma grande folga em relação aos potenciais impactos financeiros, o acidente eleva as preocupações dos pontos de vista social e de governança corporativa, uma vez que ocorreu um pouco mais de três anos após o colapso da barragem da Samarco", informa o relatório da Moody's.

Ainda segundo a agência, a Vale demonstrou, após o acidente, um grande esforço para oferecer assistência humanitária e auxílio financeiro emergencial aos afetados, mas "ainda não está clara a extensão total dos custos, reivindicações judiciais e litígios, bem como o impacto do acidente na reputação da Vale e no seu resultado operacional e financeiro."