Preços dos produtos da ceia de Natal variam até 70%, diz Procon

Thaissa Martiniuk - Bandnews FM Curitiba


Uma pesquisa do Procon do Paraná mostra variações de mais 100% nos preços de produtos relacionados à ceia de Natal. Foram pesquisados 274 itens como carnes congeladas, bebidas e panetones em oito supermercados de Curitiba.

A grande diferença foi registrada entre os espumantes. O maior valor foi o da bebida Sidra da marca Cereser. De acordo com o levantamento, em um dos supermercados pesquisados o preço da bebida é de R$9,19 contra R$19,89 em outro estabelecimento, uma variação de 116%. Tradicional em muitas ceias, o pernil também sai mais “salgado” para quem não tem o costume de pesquisar.

O preço do quilo da peça sem osso e temperada oscilou entre R$ 12,98 e R$ 19,98, diferença de 53,93%. A diretora do Procon Paraná, Claudia Silvano explica que para o levantamento foram consideradas marcas pré-definidas e só fizeram parte da comparação os itens comercializados em, no mínimo, dois dos estabelecimentos visitados.

Ela explica que o objetivo é oferecer uma referência ao consumidor através dos preços médios obtidos dentro da amostra pesquisada. “Nosso objetivo é alertar o consumidor no sentido de quem pesquisa economiza”, explica. “Não compre no primeiro estabelecimento, porque você vai encontrar diferença e diferenças que são significativas”.

Em regra, não há tabelamento, nem congelamento de preços para essa época do ano. Portanto, de acordo com o Procon, o estabelecimento tem liberdade para cobrar o valor que acha mais conveniente e justo. No entanto, Claudia Silvano dá uma dica aos empresários. Ela lembra que o sobe e desce corriqueiro nos preços dos produtos dificulta a fidelização do cliente.

“O mercado precisa amadurecer e entender que não é ganha-ganha sempre. Tem momentos em que é preciso voltar atrás, não ter esses aumentos porque há procura. O consumidor está muito mais atento, ele tem mecanismos, na internet mesmo, que auxiliam na verificação de preços”, diz. “O comportamento do consumidor está diferente”.

A pesquisa do Procon foi realizada entre os dias 11 e 15 de dezembro. O órgão informa ainda que as variações de preços constatadas se referem ao período em que foi realizada a coleta, portanto, os preços atualmente praticados podem ser diferentes e estão sujeitos à alteração conforme a data da compra, inclusive por ocasião de descontos especiais, ofertas e promoções. Os resultados da pesquisa podem ser consultados no site no site do Procon.

Outro levantamento

Na última semana, um levantamento do Disque Economia, da Prefeitura de Curitiba: 76%. Foram pesquisados 89 itens em 11 estabelecimentos, na capital, por uma equipe da Secretaria Municipal de Agricultura e Abastecimento (Smab). A lista é formada por panetone, peru, pernil, espumante, sidra, chocotone, aves para ceia, lombo e tender.

Este índice mais elevado, de 76%, foi constatado entre os preços das aves para a ceia. Seis marcas foram monitoradas.

Previous ArticleNext Article