Ajuste fiscal segue indefinido e dólar deve abrir em alta

Mariana Ohde


Confira o boletim de abertura de mercado desta sexta-feira (22), com o superintendente regional de câmbio da SLW, João Paulo de Gracia Corrêa:

Novamente, o dólar exibiu um comportamento independente no mercado de câmbio doméstico ontem. Enquanto, no exterior, a moeda americana perdia para as demais divisas fortes e emergentes, aqui o dólar exibiu um pregão de valorização ante o real. Pesaram para a fraqueza do real a decisão do Banco Central Europeu, Banco da Inglaterra e Banco de Tóquio de não anunciarem medidas adicionais de estímulo para economia, frustrando a expectativa de possíveis fluxos que poderiam ser direcionado ao Brasil. Internamente, voltaram as preocupações com o cenário fiscal, após o governo autorizar o aumento de mais de 40% para o judiciário e a falta de divulgação das medidas do ajuste mais detalhada pela equipe econômica. A crise na Odebrecht, onde cresceram as chances de recuperação judicial por falta de acordo com bancos, foi um ingrediente a mais para azedar o mercado doméstico. Com isso, o dólar fechou cotado em R$ 3,2851, avanço de 1,16%.

Hoje, o mercado financeiro internacional inicia o pregão com forte volatilidade. O índice de atividade composto do Reino Unido caiu ao menor nível em sete anos, mostrando contração, sendo que a pesquisa foi feita após o BREXIT. Já o PMI composto da zona do euro caiu ao menor patamar em 18 meses, porém ainda mostra expansão. As bolsas europeias, que estavam em queda, exibem ganhos modestos. Se por um lado o número revela a fragilidade da economia, por outro, ajuda a reforçar a necessidade de mais estímulos na economia do continente. Os futuros americanos operam em alta aguardando a divulgação do índice de atividade industrial e os balanços da General Eletric e American Airlines. No mercado internacional de moedas, o dólar ganha da maioria das moedas fortes e emergentes, com o DOOLR INDEX subindo 0,23%. Aqui, com a alta do dólar no exterior e a volta das preocupações dos agentes locais com o processo do ajuste fiscal, ainda parado, o dólar deve seguir em alta.

Acompanhe os dados do mercado em www.slw.com.br

Previous ArticleNext Article
Repórter no Paraná Portal
[post_explorer post_id="374326" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]