Apesar de paralisações, Dia dos Namorados deve ser o melhor dos últimos três anos

Jordana Martinez e Assessoria

Este deverá ser o melhor Dia dos Namorados dos últimos três anos, segundo balanço feito pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio PR). De acordo com a sondagem, 64,5% dos paranaenses devem comprar presentes para seus companheiros. Em 2017 o percentual era 54,6%, e em 2016 era 58%.

Os que disseram que não investirão na data alegaram falta de um relacionamento estável (43%), falta de condições financeiras (21%), além de comum acordo de nenhuma das partes comprar presentes, preços abusivos, entre outros motivos.

Os setores que devem receber movimento adicional na data mais romântica do ano são os que trabalham com vestuário e calçados. Esses itens são a aposta tanto de quem vai presentear quanto de quem quer receber o presente.

Os artigos de perfumaria também devem registrar alta nas vendas neste mês, pois são a segunda opção mais citada pelos casais. Jantares, viagens, flores e acessórios são as outras escolhas, tanto do que se pretende presentear, quanto do que se pretende ganhar no dia 12 de junho.


Valor do presente

Os namorados pretendem impressionar e comprar presentes mais caros neste ano. O tíquete médio será de R$128,25, ante R$121,25 em 2017 e R$123,50 em 2016. A maioria dos consumidores (43%) deve investir de R$50,00 a R$100,00 em um presente. Os que pretendem investir um pouco mais, entre R$101,00 e R$150,00, correspondem a 33%. Os presentes na faixa entre R$151,00 e R$200,00 são escolha de 16%. Há ainda 8% que pretendem investir um pouco mais e estão dispostos a gastar R$300,00 ou acima desse patamar.

Metodologia

A sondagem da Fecomércio PR ouviu 300 consumidores entre os dias 28/05 a 01/06/2018.

Post anteriorPróximo post
Jordana Martinez
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.
Comentários de Facebook