Aplicativo evita concorrência desleal na internet

Jordana Martinez

“A ferramenta mostra que mais de 50% dos investimentos em anúncios online são perdidos por conta desse tipo de fraude”

O golpe é cada vez mais comum, e mais sofisticado. Empresas usam o nome de outras marcas em ferramentas de busca, venda na internet e links patrocinados. Assim aparecem no lugar da empresa buscada, desviando o cliente para a própria empresa. E causando prejuízos ao concorrente.

Não há legislação específica, mas várias decisões da justiça abrem precedentes e confirmam a prática como um crime de concorrência desleal.

Em entrevista ao Paraná Portal, o professor e advogado especialista em propriedade intelectual, Alysson Oikawa, afirmou que a prática é criminosa, uma vez que causa prejuízos às empresas que têm o nome usado de forma indevida: “a internet é um terreno fértil para novos negócios, mas também para práticas ilícitas… os consumidores são induzidos a erro quando vão adquirir um determinado produto ou contratar um determinado serviço, e muito disso se deve a empresas mal intencionadas que, de forma proposital, fazem se passar por algum concorrente”, explicou.

“Um dos caminhos é, no próprio texto escrito do anúncio, usar a marca registrada de terceiros, então você induz o usuário a cometer aquele equívoco no clique. E uma outra forma mais sofisticada de usar a marca de terceiros, é usá-la como palavra-chave que ativa o seu anúncio… parece um anúncio legítimo, mas a essência dele não é”, alerta o especialista em marketing digital, Daniel Filla, que está trazendo para o Brasil o aplicativo Add Police, que monitora o uso do nome das marcas de forma ilegal pelas concorrentes.

Segundo o especialista, os mecanismos de busca não fazem esse filtro. Resta aos empresários identificar e barrar o uso indevido da própria marca. “Nós fazemos uma listagem das palavras que interessem aos clientes ter monitoradas, e começamos a ver quem está ativando anúncios com aquelas palavras”, explicou. Na Alemanha, por exemplo, a ferramenta mostra que mais da metade dos investimentos em anúncios online é perdida por conta desse tipo de fraude.

Previous ArticleNext Article
Jordana Martinez
Profissional multimídia com passagens pela Tv Band Curitiba, RPC, Rede Massa, RicTv, rádio CBNCuritiba e BandNewsCuritiba. Hoje é editora-chefe do Paraná Portal.