Após Brexit, mercado volta a se estabilizar

Mariana Ohde


Confira o boletim de abertura de mercado desta segunda-feira (27), com o superintendente regional de câmbio da SLW, João Paulo de Gracia Corrêa:

Com a confirmação da saída do Reino Unido da União Europeia, os mercados financeiros iniciaram a última sexta-feira com o viés de proteção e cautela, abandonando os ativos de maior risco e rentabilidade. Os mercados orientais sofrem um impacto maior, pois já estavam abertos quando a notícia se confirmou. Já no ocidente, a ação em conjunto dos Bancos Centrais da Europa, Inglaterra e Estados Unidos amenizaram os efeitos do BREXIT. Aqui, o BC também confirmou que estava preparado para dar liquidez ao mercado doméstico se necessário. Após atingir uma máxima de R$ 3,4469, alta de 3,14%, ainda pela manhã, o dólar foi devolvendo parte dos ganhos e fechou cotado em R$ 3,3777, avanço de 1,07%, ao passo de que os mercados financeiros internacionais se acalmavam com as apostas de alta de juros nos Estados Unidos só em 2017.

O susto do primeiro impacto do BREXIT já passou e os mercados tentam se estabilizar. As principais bolsas asiáticas fecharam no positivo após as fortes baixas de sexta-feira, já que o oriente foi mais penalizado pelo fuso horário. Já as bolsas europeias e futuros americanos ainda amargam perdas, porém menores do que as registradas na sexta-feira, As commodities metálicas apresentam valorização e o petróleo segue caído. No mercado de câmbio internacional, a volatilidade ainda é presente, com o euro e a libra se desvalorizando. O DOLLAR INDEX sobe 0,95%. Ainda sob a influencia da saída da Grã-Bretanha da União Europeia, os agentes financeiros seguem em busca de ativos de maior segurança, evitando, assim, as moedas emergentes. Internamente, o dólar deve seguir o movimento externo e abrir o pregão valorizado ante o real.

Acompanhe os dados do mercado em www.slw.com.br

Previous ArticleNext Article
Mariana Ohde
Repórter no Paraná Portal