Aumento de 2,25% no preço da gasolina nas refinarias entre em vigor

Fernando Garcel


O aumento de 2,25% no preço da gasolina em refinarias entrou em vigor neste sábado (2). Com o reajuste, o litro do combustível passou de R$ 1,9671 para R$ 2,0113. Em um mês, o combustível acumula alta de preço de 11,29%, ou seja, de 20 centavos por litro, já que em 1º de maio, o combustível era negociado nas refinarias a R$ 1,8072.

O preço do diesel, que recuou 30 centavos desde o dia 23 de maio, no ápice da greve dos caminhoneiros, será mantido em R$ 2,0316 por 60 dias.

Conselho escolhe Ivan Monteiro para presidir Petrobras interinamente

O aumento do preço do combustível será sentido pelos consumidores nos próximos dias. Antes de chegar aos postos de combustíveis, a gasolina ainda passa pelas distribuidoras. Nos últimos dias, durante e após a greve de caminhoneiros, os postos trabalharam com valores mais altos devido a grande demanda no mercado.

Em nota, o Sindicombustíveis, sindicado que representa os postos de combustíveis do Paraná, declarou que considera o aumento absurdo e inoportuno e que espera que a nova diretoria da Petrobras não cometa os erros da anterior e não queira compensar na gasolina a redução do diesel.

Política de preços da Petrobras

Em julho do ano passado, a Petrobras adotou uma nova metodologia para reajustar o preço dos combustíveis no Brasil com base na oscilação do preço do barril de Petróleo no mercado internacional e na variação do dólar. Com isso, as variações de preços passaram a ser constantes, por vezes diárias. Em menos de um ano, o preço que é comercializado nas refinarias acumula uma alta de aproximadamente 50%.

Se por um lado o preço do combustível ajuda na recuperação da Petrobras, afetada pelos escândalos de corrupção investigados na Lava Jato, por outro lado as várias altas seguidas foi um dos motivos que culminou com a greve de caminhoneiros e, ontem, com o pedido de demissão do então presidente da estatal Pedro Parente. O Conselho de Administração da Petrobras convidou Ivan de Souza Monteiro para presidir interinamente a estatal. Monteiro era diretor executivo da Área Financeira e de Relacionamento com Investidores.

Política de preços da Petrobras divide especialistas

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="527449" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]