BRDE lança processo seletivo de incentivos fiscais

Inscrições vão até o dia 31 de agosto. Nos últimos três anos, foram destinados mais de R$ 3 milhões para projetos sociais no Paraná.

Redação - 20 de junho de 2022, 19:00

(Foto: Divulgação/AEN)
(Foto: Divulgação/AEN)

O BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) lançou nesta segunda-feira (20) o edital do processo seletivo de incentivos fiscais em 2022. As inscrições vão até o dia 31 de agosto. Nos últimos três anos, foram destinados mais de R$ 3 milhões para projetos sociais no Paraná.

"Acreditamos que o poder público deve ser responsável por promover políticas públicas de transformação social, mas também entendemos que a parceria com a sociedade civil deve acontecer, por isso esta é uma contribuição necessária”, disse o presidente do BRDE, Wilson Bley Lipski.

Ele acrescentou que o propósito do BRDE é gerar desenvolvimento econômico e social. “Por trás das empresas e dos financiamentos que fazemos existem pessoas, e são elas que transformam a sociedade. Queremos que os resultados que vemos ao longo dos anos a partir dos incentivos fiscais se renovem”, afirmou.

Otomar Vivian, diretor de planejamento do BRDE, lembrou que o banco é signatário do Pacto 2030 e tem como compromisso os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

“É um compromisso do BRDE produzir resultados que ajudem a transformar a sociedade e torná-la mais desenvolvida socialmente”, destacou. Além disso, o diretor reforçou a responsabilidade do edital e a certeza da boa aplicação dos recursos.

ASSOCIAÇÃO É BENEFICIADA COM INCENTIVOS FISCAIS

A Afece (Associação Franciscana de Ensino ao Cidadão Especial) é uma das instituições beneficiadas pelas leis de incentivo fiscal via BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul). São oferecidos atendimentos gratuitos nas áreas de educação, saúde e assistência social.

“Os projetos só foram possíveis pelo Pronas (Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência), que deu a possibilidade de equipar a instituição. E durante a execução dos projetos, o BRDE seguiu nos acompanhando”, disse a diretora da Afece, Maíra de Oliveira.