BRDE libera R$ 148 milhões para micro e pequenas empresas

Operação é realizada em parceria com instituições financeiras contratadas pelo banco, que repassam os recursos.

Redação - 29 de junho de 2022, 14:42

Foto: BRDE
Foto: BRDE

O BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) já liberou mais de R$ 148 milhões para micro e pequenas empresas. A operação é realizada em parceria com instituições financeiras contratadas pelo banco, que repassam os recursos.

A instituição contratada se obriga a destinar o montante dentro das condições estabelecidas pelo BRDE e aceitas por ela para microcréditos de até R$ 20 mil. Desta forma, em relação ao cliente final, a instituição financeira que destinou o recurso é de primeiro piso e o BRDE, origem dos recursos, é de segundo piso.

“A ideia é aproximar o banco da sociedade. Nosso compromisso é tornar o financiamento uma realidade possível para os micro e pequenos empreendedores, que movimentam a economia local e geram desenvolvimento nas cidades”, explicou o presidente do BRDE, Wilson Bley Lipski.

EMPRESAS BENEFICIADAS PELO BRDE

Bruno Carvalho, proprietário da empresa Carvalho Metais, foi apoiado pela instituição financeira Rapidium. O BRDE (Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul) fez um repasse de R$ 900 mil para a realização da operação.

“O acesso ao microcrédito foi bem importante para continuar com o crescimento da empresa, porque muitos bancos são bem burocráticos para liberar os financiamentos, e a Rapidium correu atrás, fez o possível para que conseguíssemos”, disse Bruno.

“Queremos levar recursos onde o empreendedor atua e, muitas vezes, tem dificuldade de acesso a créditos. Como resultado, a parceria injeta recursos na economia local, promove a sustentação do próprio negócio e da família do empreendedor e, em alguns casos, gera até mesmo emprego e renda para a comunidade”, falou Flávio Locatelli Junior, sócio diretor da Rapidium. 

A Rapidium atua no Paraná e em Santa Catarina e já está em processo de renovação da parceria com o BRDE, aguardando novo repasse de R$ 2,5 milhões.