Caixa rompe contrato e lotéricas deixam de receber fatura de luz

Roger Pereira

A Copel inforou que a Caixa Econômica Federal rescindiu, unilateralmente, o convênio que mantinha com a empresa para pagamento das faturas de energia nas casas lotéricas. A Copel está recorrendo da decisão do banco na Justiça. Porém, caso se concretize, a rescisão do contrato vale a partir do dia 13 de março.

De praxe no mercado, as empresas pagam uma taxa por fatura para que os bancos aceitem o pagamento. O contrato da Copel com a Caixa Econômica foi renovado em janeiro, com reajuste com base no INPC conforme previsto em cláusula contratual, e possui vigência até janeiro de 2019. No entanto, em fevereiro o banco reivindicou um reajuste de 47% nesta taxa.

Para a Copel analisar este aumento na taxa exigido pela Caixa Econômica é essencial que o banco forneça documentos que comprovem esta necessidade. No entanto, a Caixa Econômica ainda não os forneceu. Assim, visando a defesa dos seus clientes, a Copel está adotando as medidas possíveis para resolver este impasse.

“Ressaltamos que os clientes que costumam usar as lotéricas para pagar sua fatura de energia continuam a ter toda a rede arrecadadora da Copel à sua disposição”, diz comunicado da empresa.


A rede arrecadadora da Copel está presente em todos os municípios atendidos pela Companhia e é composta por bancos, mercados, farmácias, grandes lojas varejistas, entre outras. A lista completa da rede arrecadadora da Copel pode ser acessada em www.copel.com

Por meio de nota, a Caixa afirmou que não conseguiu renegociar os valores com a empresa de energia. Veja na íntegra:

“A CAIXA informa que é arrecadadora de faturas da Copel, conforme adesão ao Edital de Credenciamento COPEL DIS/SCD Nº 001/2016. Em razão do aumento significativo dos custos nos canais Unidade Lotérica e Correspondentes Bancários, a CAIXA iniciou em 2017 negociações com seus diversos clientes arrecadadores, dentre os quais a COPEL, para realinhamento das tarifas de arrecadação por meio dos referidos canais.

Apesar de todos os esforços empreendidos pela CAIXA para a manutenção do serviço, a COPEL não consentiu com a proposta de realinhamento das tarifas e optou pela via judicial para tentar compelir a manutenção dos serviços, no que não logrou êxito.

Assim sendo, em respeito à população paranaense, a CAIXA torna pública a interrupção da prestação do serviço de arrecadação das faturas da COPEL por meio dos Canais Lotéricos e de seus Correspondentes Bancários, em razão da inviabilidade econômica da sua manutenção. Esclarece ainda que seus clientes seguem realizando o pagamento das faturas nas salas de autoatendimento, no internet banking e por débito em conta”. 

Post anteriorPróximo post
Roger Pereira
Repórter do Paraná Portal
Comentários de Facebook