Celulose, grãos e veículos puxam exportações do Paraná até julho

BandNewsCuritibaÉ de 4,1% o crescimento nas exportações do Paraná de janeiro a julho desse ano na comparação com o mesmo..

Jordana Martinez - 15 de agosto de 2016, 17:58

BandNewsCuritiba

É de 4,1% o crescimento nas exportações do Paraná de janeiro a julho desse ano na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 9 bilhões e 250 milhões de dólares até agora em 2016 contra 8 bilhões e 890 milhões em 2015. Os principais responsáveis pelo crescimento foram a soja em grão, milho, automóveis e celulose. Os dados são da Secretaria de Comercio Exterior. A celulose aparece nas estatísticas por causa do começo das exportações da nova fábrica da Klabin, em Ortigueira. Foram 102 milhões e 200 mil em celulose exportada nos primeiros sete meses desse ano. O número é 180 vezes maior que a do mesmo período do ano passado. Segundo o diretor presidente do Ipardes, Julio Suzuki Junior, a tendência é que os números da celulose sejam mais expressivos daqui para a frente.

As exportações de automóveis tiveram alta de 44%. O principal motivo foi a demanda da Argentina no setor. Até julho, as exportações de soja em grão, principal produto da pauta de comércio exterior do Estado, cresceram 15%. Os embarques de cereais, principalmente milho, cresceram mais de 35%.

 

Já as importações tiveram desaceleração. De janeiro a julho, o Paraná importou 21%. O dólar ainda alto e a desaceleração do consumo no mercado interno foram os principais fatores.