Cinco blocos são arrematados na 17ª Rodada de Licitações da ANP

Ana Cristina Campos - Repórter da Agência Brasil e Redação

Bônus arrecadado totaliza R$ 37 milhões
Leilão rodada de licitações da ANP petróleo e gás

Cinco blocos localizados na Bacia de Santos totalizando uma área de 3.425,50 quilômetros quadrados (km²) foram arrematados hoje (7) na 17ª Rodada de Licitações de blocos para exploração e produção de petróleo e gás natural da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

O total de bônus arrecadado na rodada de licitações da ANP  foi de R$ 37,14 milhões e a previsão do investimento mínimo na fase de exploração é de R$ 136,345 milhões. Nove empresas se inscreveram para o certame, mas apenas duas empresas fizeram ofertas: Shell e EcoPetrol Óleo e Gás.

Foram arrematados dois blocos do setor SS-AP4 e três blocos no setor SS-AUP4. Ao todo, haviam sido ofertados 92 blocos, com área total de 53,93 mil km², localizados em 11 setores de elevado potencial e de nova fronteira de quatro bacias sedimentares marítimas brasileiras: Campos, Pelotas, Potiguar e Santos.

O diretor-geral da ANP, Rodolfo Saboia, ressaltou os investimentos gerados pela rodada que, em sua opinião, foi bem-sucedida.

“É importante lembrar que essa rodada teve foco em novas fronteiras exploratórias, ou seja, áreas com muito risco para empresas do setor. E, essas empresas definem seus orçamentos no ano anterior. Portanto, fizeram isso quando a situação de pandemia global era mais acentuada. O contexto da indústria internacional do petróleo é ainda bastante desafiador. Com tudo isso, não havia, nem poderia haver, expectativa de que todos os blocos fossem arrematados. Cada bloco arrematado em uma nova fronteira é uma grande vitória porque, além dos investimentos, representa a abertura de novas possibilidades para futuras licitações”, afirmou.

Rodolfo Saboia destacou ainda o potencial das áreas arrematadas hoje, na Bacia de Santos, que é grande produtora no pré-sal. “Esses blocos podem consolidar também o pós-sal na região. E os blocos não arrematados integrarão a Oferta Permanente, com exceção dos localizados além das 200 milhas, que dependem de autorização do CNPE”, concluiu.

 

Previous ArticleNext Article
[post_explorer post_id="795091" target="#post-wrapper" type="infinite" loader="standard" scroll_distance="0" taxonomy="category" transition="fade:350" scroll="false:0:0"]